Fonte: OpenWeather

    Exportações


    Balança comercial brasileira tem déficit de US$ 1,152 bi

    Exportações somaram US$ 3,667 bilhões, com queda de 15,3%, enquanto importações foram de US$ 4,819 bilhões, indicando alta de 30,9%

     

    | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Brasília - A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 1,152 bilhão na primeira semana de fevereiro, segundo dados divulgados na segunda-feira (8) pelo Ministério da Economia. O déficit é registrado quando as importações superam as exportações. Quando ocorre o contrário, é registrado superávit comercial.

    No período, as exportações somaram US$ 3,667 bilhões e as importações US$ 4,819 bilhões. Quando se considera o valor médio por dia útil, as exportações apresentaram uma queda de 15,3% em relação a fevereiro de 2020 e as importações aumentaram 30,9%. Em janeiro, a balança comercial brasileira também registrou déficit, de US$ 1,125 bilhão.

    Exportações

    Segundo o Ministério da Economia, a queda das exportações foi puxada, principalmente, pela redução nas exportações de frutas e nozes (-13,4%); café não torrado (-39,5%) e soja (-100%).

    A venda de produtos agropecuários foi a que mais caiu (-59,7%), já a venda de itens da indústria de transformação caiu 11,9% e a exportação da indústria extrativa registrou alta de 5,2%.

    Importações

    De acordo com dados da balança, a alta no valor importado foi puxada pela compra de milho não moído (154,9%); cacau em bruto ou torrado (183,7%); pedra, areia e cascalho (34,3%); adubos ou fertilizantes químicos (92,2%); e alumínio (175,8%).

    Com relação ao desempenho por setor, houve alta de 34,9% nas importações de produtos da indústria de transformação. Por outro lado, as compras de produtos agropecuários caíram 1,9% e a da indústria extrativa caiu 17,6%.

    *Com informações de Laís Lis, do G1

    Veja mais:

    Fabricação de bicicletas na Zona Franca sofre retração de 27,7%

    Balança comercial registra déficit de US$ 1,12 bi em janeiro

    Argentina foi principal destino das exportações do AM em dezembro

    Comentários