Fonte: OpenWeather

    Aumento


    No AM, supermercados esperam crescimento de 15% nas vendas de páscoa

    A menos de 20 dias para a Páscoa, supermercados e lojistas utilizam promoções para atrair clientela em Manaus

     

    Os supermercados estão anunciando promoções para atrair os clientes com antecedência
    Os supermercados estão anunciando promoções para atrair os clientes com antecedência | Foto: Divulgação

    Manaus – Com boa parte da população em casa, por conta da pandemia, gerando um maior consumo de alimentos, os supermercados apresentaram um crescimento de 12% nas vendas em janeiro, em relação ao mesmo período de 2020, segundo dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Mesmo sem resultados regionais, representante do setor acredita que um crescimento, em torno de 15%, também será observado no Amazonas, principalmente durante as vendas de Páscoa. 

    Buscando esse rendimento positivo, responsáveis por supermercados e lojas em Manaus se preparam para as vendas no período da festividade nacional. Uma delas é a proprietária de uma confeitaria na capital, Esther Reis, 35. Com seu ponto localizado na Zona Centro-Oeste da capital, a lojista está se organizando para a época mais doce do ano desde o mês de fevereiro.

    Além dos ovos de colher, inspirados nos doces de pote vendidos durante o ano, Esther irá oferecer bolos e doces temáticos, confeitados com a simbologia da Páscoa. Para atrair a clientela, a dona da confeitaria e sua equipe têm investido em campanhas nas redes sociais, com o foco em doces e bolos pequenos, seguindo o mesmo padrão dos maiores.

    Mesmo com a pandemia em 2020, a confeiteira revela que o resultado das vendas nesse período do ano passado foi melhor do que em 2019, com um crescimento de 50% por meio do serviço no modelo delivery - uma necessidade diante das medidas de contenção da Covid-19, que fez com que as pessoas sentissem a necessidade de encomendar seus produtos e alimentos. 

    Para a Páscoa deste ano, Esther acredita que haverá um crescimento ainda maior. “Queremos aproveitar a Páscoa para equilibrar o tombo que tivemos desde o início do ano, com o fechamento do comércio. A expectativa é novamente crescer 50% em relação ao ano passado”, declara.

    Ofertas

    O superintendente da Associação Amazonense de Supermercados (Amase), Alexandre Zuqui, acredita que haverá um crescimento entre 10% e 15% nas vendas de Páscoa nos supermercados de Manaus em 2021. Segundo Zuqui, a data geralmente é celebrada em família e, como as pessoas estão se adaptando a nova realidade - que não permite aglomerar - os almoços entre os moradores da mesma residência devem acontecer, além do presente do ovo de chocolate se tornar ainda mais especial.

    Para contribuir com o almoço tradicional e com o tão aguardado brinde de chocolate, os supermercados estão anunciando promoções para atrair os clientes com antecedência. “Durante todo o período que antecede essa data comemorativa, os supermercados já sinalizam ofertas para o cliente que quer se programar. Porém, acreditamos que, na semana que antecede a Páscoa, a procura será maior e as ofertas também”, destaca o superintendente.

    Mesmo assim, Zuqui explica que os amazonenses, em média, estão priorizando a alimentação básica na hora de irem aos supermercados, em decorrência da crise pandêmica e devido a alta da inflação sobre os alimentos.

    De acordo com o presidente da Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping (Alasc), André Marinho, os lojistas estão se reinventando para atender melhor os clientes nesse período. Mesmo com os decretos governamentais, ele afirma que as perspectivas são positivas. “Ao compararmos a realidade do ano passado, nos deparamos com uma limitação nos horários das lojas, porém, os shoppings estão abertos, com todo o cuidado e com a preocupação em atender melhor ainda o cliente, mas temos a expectativa em atender, diferente de 2020”, relata. 

    Dados nacionais

    Na pesquisa da Abras, a expectativa nacional no período pascoal é que as vendas registrem um crescimento de até 15%. Segundo o levantamento, os supermercados esperam boas vendas, principalmente dos chocolates mais populares, como as caixas de bombom - que devem ter uma alta de 12,9% nas vendas deste ano. Para as barras e tabletes de chocolate, espera-se um aumento de 11,8% na comercialização em comparação à Páscoa de 2020, e em relação aos ovos de chocolate de até 200 gramas, é prevista uma alta de 9,4%.

    Leia mais:

    Supermercados registram alta 12% nas vendas de janeiro

    Inflação atinge todas as faixas de renda em fevereiro, diz Ipea

    Varejo conseguiu vender 95% dos estoques de ovos de Páscoa em Manaus


    Comentários