Fonte: OpenWeather

    Indústria


    Demanda por bens industriais cai 1,2% em março

    O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais é atualizado mensalmente e mede o consumo de bens industrializados no Brasil

     

    Segundo a pesquisa, tanto a produção nacional quanto as importações caíram em março
    Segundo a pesquisa, tanto a produção nacional quanto as importações caíram em março | Foto: Arquivo/Agência Brasil

    Rio de Janeiro - A demanda por bens industriais na economia brasileira teve queda de 1,2% em março, na comparação com fevereiro, segundo indicador divulgado nesta quinta-feira (6) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 

    O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais é atualizado mensalmente e mede o consumo de bens industrializados no Brasil, sejam eles produzidos pela indústria local ou importados.

    Segundo a pesquisa, tanto a produção nacional quanto as importações caíram em março. A produção interna de bens industriais destinada ao mercado nacional teve queda de 3,9%. Já o volume de bens industriais importados caiu 0,4%.

    Em 12 meses, o consumo aparente de bens industriais acumula uma queda de 4,4%. Apesar disso, no acumulado de março de 2020 a março de 2021 houve alta de 12,9%.

    O recuo no consumo de bens industriais em março de 2021 em relação a fevereiro teve como destaque o desempenho do setor de bens de consumo duráveis, no qual a retração chegou a 8,2%.

    Quando são destrinchados os setores da indústria, apenas oito dos 22 tiveram alta na demanda. A pesquisa informa ainda que a queda nas indústrias extrativas de 6,1% foi mais intensa que nas de transformação, de 2,1%.

    Veja mais:

    Com retração de 6,7%, pandemia prejudica atividade econômica

    Em segunda queda consecutiva, produção industrial cai 2,4%

    Confiança da indústria cresce em 18 setores, revela pesquisa

    Comentários