Fonte: OpenWeather

    Ciência


    AM conta com R$ 32 milhões em investimentos em ciência e tecnologia

    Recurso será distribuído em nove editais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam)

     

    Em outro edital de apoio à CT&I, o investimento será feito em 50 projetos
    Em outro edital de apoio à CT&I, o investimento será feito em 50 projetos | Foto: Lucas Silva/Secom

    Manaus - Em comemoração ao Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador Científico, o governador Wilson Lima anunciou investimentos de R$ 32.735.904,00 para fortalecer a ciência, tecnologia e inovação (CT&I), nesta quinta-feira (08). O recurso será distribuído em nove editais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

    Dentre os programas anunciados, sete editais são inéditos. De acordo com a Fapeam, serão quase 100 propostas a serem apoiadas por meio de cinco dos nove editais lançados. Em outro edital de apoio à CT&I, em áreas prioritárias, o investimento será feito em 50 projetos. As inscrições para os nove editais começaram hoje pelo site da Fapeam

    De acordo com o governador, uma das premissas do governo é avançar na área de ciência e tecnologia, seja com a execução de projetos que melhorem a vida das pessoas ou trazendo soluções de forma prática e objetiva para o dia a dia da população.

    "

    O que a gente está fazendo com os investimentos nessa área é a pavimentação de um caminho seguro para essas soluções. Temos uma necessidade premente de encontrar alternativas para o estado do Amazonas. E não existe, estou convencido disso, um campo mais fértil para pesquisadores, para cientistas e professores, do que a Amazônia "

    Wilson Lima, governador

     

    Transformação 

      A diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, reconheceu o compromisso do governador Wilson Lima em garantir a CT&I como área estratégica, a partir dos recursos do tesouro estadual. Para ela, o repasse é a convicção de que a ciência é fundamental.  

    “Nós precisamos dessa pesquisa, dessa transferência de tecnologia, seja ela básica, seja aplicada, para avançarmos. A ciência tem sido grande mola propulsora das transformações sociais, tecnológicas e produtivas. O conhecimento que ela gera e os impactos desse conhecimento são conquistas nossas, da humanidade, e eles devem contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, enfatizou Márcia Perlaes. 

      O secretário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, destacou a parceria entre os órgãos e entidades científicas para alcançar bons resultados no Amazonas. Ele exemplifica medidas a serem implementadas, como o planejamento do Parque Tecnológico e Científico do Alto Solimões, beneficiando pesquisadores e cientistas no interior.  

    “É surpreendente ver a quantidade de mestres e doutores no interior e o esforço que o governo tem feito é exatamente para mantê-los lá, dando condições para esse trabalho através dos projetos e editais que estão sendo apresentados e, ao mesmo tempo, usando esse conhecimento para atender algumas demandas”, disse o secretário.

     

    Parte do investimento vai apoiar estudos voltados para a caracterização, conservação, restauração e uso sustentável do meio ambiente
    Parte do investimento vai apoiar estudos voltados para a caracterização, conservação, restauração e uso sustentável do meio ambiente | Foto: Lucas Silva/Secom

    Projetos 

    Entre os objetivos, os programas visam o desenvolvimento de pesquisas em áreas prioritárias para o estado, além da concessão de bolsas e auxílios financeiros para a atração e fixação de mestres e doutores para atuarem no interior. 

      As iniciativas visam, ainda, concessão de bolsas para estudantes da capital e do interior, em nível de mestrado e doutorado, em cursos de pós-graduação fora do estado; o apoio para pesquisas que beneficiem o setor primário, com intuito de disponibilizar ao produtor rural as inovações tecnológicas voltadas para a produção agrícola, pecuária, aquícola e extrativista.  

    Além disso, parte do investimento vai apoiar estudos voltados para a caracterização, conservação, restauração e uso sustentável do meio ambiente, bem como pesquisas destinadas à melhoria da qualidade dos serviços públicos, assim como à identificação de seus impactos na qualidade de vida da população amazonense.

    Para a educação básica, o Governo do Amazonas, por meio da Fapeam, lançou um programa exclusivo, visando a valorização dos mestres e doutores que atuam na rede pública de ensino, com o objetivo de fomentar projetos de pesquisa e de inovação para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação da educação no Amazonas.

    Premiação 

      A solenidade marcou o lançamento do Prêmio Fapeam de CT&I, que tem como objetivos reconhecer publicamente e premiar pesquisadores e profissionais de comunicação com destacada trajetória no estado, para o conhecimento científico, tecnológico, inovativo, social, ambiental e desenvolvimento econômico; além de estimular a popularização da ciência, por meio do apoio à disseminação do conhecimento científico.  

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Senac AM divulga lista de cursos de informática para julho; confira

    PF adquire sistema que vai reunir dados de até 200 milhões de pessoas

    Leilão de 5G pode reduzir desigualdade escolar, apontam deputadas

    Comentários