Fonte: OpenWeather

    Site de Relacionamento


    Perigo na web: o que pode estar por trás dos sites de relacionamento

    Veja a história de nossa leitora: "Apesar de não ter entrado para fins de relacionamento, acabei ficando empolgada com as mensagens que recebia; algumas inclusive bem bacanas pedindo meu telefone ou e-mail para conversar em particular"

    Os perigos dos sites de relacionamento | Foto: Divulgação

    Curiosa sobre como funciona os sites de relacionamento decidi me cadastrar para conhecer uma das plataformas disponíveis na internet. Escolhi o Par Perfeito por ser o mais antigo e de credibilidade.

    Confesso que no primeiro momento, fiquei surpresa quando comecei a receber inúmeras mensagens pelo chat de usuários querendo me conhecer. Na verdade, eu não me cadastrei para arranjar um namorado ou futuro companheiro, mas por pura curiosidade em conhecer esse universo virtual tão comentado e ver o perfil dos usuários, que só pode ser acessado após o cadastro. 

    Apesar de não ter entrado para fins de relacionamento, fiquei empolgada com as mensagens que recebia; algumas inclusive bem bacanas pedindo meu telefone ou e-mail para conversar em particular. Mas aí aparece muitos perfis, que na verdade torna-se difícil escolher um em específico porque não se sabe ao certo quem de fato está por trás daquele perfil que talvez tenha lhe deixado encantada. 

    E o perigo maior nesse tipo de site é que muitas vezes costuma-se ir pela boa aparência. Tem alguns bonitões que postam fotos na academia malhando, outros em viagens internacionais, enfim, tudo para impressionar. Mas será que tudo isto é verdade? 

    No meu caso eu não queria conhecer ninguém naquele momento, apesar de estar solteira e sem namorado. Mas por que não fazer uma amizade? Escolhi então um dos perfis que havia me enviado seu e-mail e entrei em contato com ele. Mas em nenhum momento passei meu telefone, pois ainda não sabia de quem se travava. 

    No perfil ele dizia ser engenheiro de petróleo, viúvo, na faixa dos 40 anos, proprietário de uma empresa na Noruega que fazia locações de maquinários para plataformas da Petrobras e que, inclusive, já havia feito contratos no Brasil com a estatal brasileira. Enfim, um homem muito bem-sucedido. E as fotos dele então, maravilhosas! Um belíssimo candidato, que se vestia muitíssimo bem e frequentava lugares desejáveis de se estar com uma boa companhia. 

    Conhecendo melhor o pretendente 

    O meu eleito entre tantos atendia pelo nome de Philipi Leonard. E, a partir daí, fomos conversando por e-mail. Ele escrevia bem o português, mas em alguns trechos dos diálogos trocava as palavras cometendo alguns equívocos de concordância gramatical, gênero e grau das palavras, mas algo normal para quem não é brasileiro.

    Ele me contava tudo sobre sua profissão, a morte de sua esposa e sua única filha com ela. E me enviava também fotos da empresa e do maquinário com o qual trabalhava na retirada de petróleo, geralmente em plataformas da Petrobras.

    Sempre muito gentil comigo, um cavalheiro. Sabia como conquistar e envolver uma mulher. Falávamos de tudo, inclusive a possibilidade de morarmos juntos. Assim, tudo muito rápido.  

    Após algumas semanas de conversa, ele passou uns quatro dias sem me enviar nenhuma mensagem. Fiquei um pouco apreensiva, mas aguardei o retorno.

    Após esse período ele voltou a falar comigo e disse que estava muito ocupado porque havia feito um contrato com a estatal brasileira para trazer seu maquinário para o Brasil e precisava cuidar de todos os trâmites.

    Falou ainda que em breve iríamos nos conhecer pessoalmente porque estava preparando seu embarque para São Paulo, onde fica um dos escritórios centrais da Petrobras. E, inclusive, me enviou mais fotos dos equipamentos que deveriam ser transportados para o Brasil. Disse ainda que passaria um bom tempo por aqui e nesse período iríamos decidir nosso futuro. 

    Sabe que naquele momento eu deveria ter ficado bem feliz em saber que iria conhecer pessoalmente o homem da minha vida - ou pelo menos parecia ser, mas na verdade fiquei mais apreensiva ainda pelo fato também de morar sozinha em São Paulo e de nunca ter falado com ele por telefone ou vídeo, já que ele não fazia questão e dizia não gostar de falar em vídeo.

    Como nunca fui muito adepta a fantasias e sempre mantive os “pés no chão”, resolvi então investigar a identidade do meu eleito pesquisando no Google as fotos que ele me enviou. 

    Decepção com a verdade  

    O Google tem um programa que você insere qualquer foto e ele faz um rastreamento por meio de um Up-load informando qual a procedência da imagem. E, para minha surpresa, o sr. Philipi Leonard não era quem dizia ser pelo simples fato de que as fotos que ele me enviara eram de um jornalista e apresentador de TV norueguês riquíssimo e que vive com a família naquele país.

    Ele também mentiu quanto a filha, que na verdade seria também a filha do jornalista. Já a esposa ele resolveu “matar” passando-se por viúvo para melhor conquistar suas vítimas - nesse caso eu. E a empresa então, não existia. Era tudo forjado e as fotos pertenciam a uma outra pessoa. 

    Eu não sei se ele escolheu esse perfil apenas por eu também ser jornalista e de certa forma acreditar que iria me encantar, ou ele próprio seria fascinado pelo cara e sentia prazer em se passar por ele por ser uma figura pública de renome na Noruega.

    A partir daí fiz uma outra pesquisa mais aprofundada para descobrir o endereço IP (Internet Protocol Address), que é a identificação de interface de hospedeiro de rede e endereçamento de localização. Ou seja, descobrir de que local ele entrava em contato comigo.  

    Isto pode ser feito de qualquer computador, a partir das mensagens enviadas por e-mail. Mas se eu poderia descobrir onde ele estava localizado e tudo mais, da mesma forma ele também poderia descobrir a minha localização. Por isso é muito perigoso até mesmo os e-mails que recebemos na nossa caixa de mensagens.  

    O endereço de IP identificou que as mensagens não partiam de residência, mas de uma lan house na Nigéria - que é um dos países onde mais se pratica esse tipo de golpe ou scam (fraude) seguido da Costa do Marfim e Iraque.  Caso seja necessário, o programa mostra até o local exato no Google Maps. Mas só isto já me serviu para confrontá-lo, mesmo porque não era no Brasil e eu não tinha interesse em levar essa história adiante descobrindo o endereço completo.  

    No mesmo instante da triste descoberta, que me envolveu com uma mistura de decepção e raiva porque mexe com seu psicológico, enviei uma mensagem desmascarando-o por toda a farsa e ameacei informar à Polícia Federal sua localização.

    No começo ele relutou, mas depois ficou indignado com as minhas ameaças e partiu para ofensas. Mas eu não me intimidei e disse que iria entrar em contato com o verdadeiro dono do perfil para tomar as devidas providências contra ele. Dito isto, acredito que ele tenha ficado com medo e me pediu para deixá-lo em paz me chamando de “mulher má, estúpida e sem coração”. Ele começou a falar como se fosse ele a vítima e eu a pior mulher do mundo por tê-lo desmascarado. 

    Eu não sei ao certo se ele acabou acreditando no próprio golpe e caiu na armadilha que queria me pregar, mas a verdade é que ficou enfurecido e disse que nunca mais iria fazer contato comigo e que eu fizesse o mesmo apagando seu e-mail.  Graças a Deus ele cumpriu o que prometeu e eu não precisei acionar a polícia. 

    Apaguei todas as mensagens e fotos e nunca mais tive notícias. Esse fato faz uns dois anos, quando ainda estava morando em São Paulo.  Felizmente eu só perdi meu tempo com ele, porque muitas outras mulheres perdem dinheiro e até a vida, quando levam esses relacionamentos adiante. 

    Dicas úteis:

    1 - Não dê seu número de telefone para quem não conhece direito; 

    2 - Cuidado com seus dados pessoais como conta de banco, cartão de crédito e endereço residencial ou do trabalho; 

    3 - Não deposite dinheiro para estranhos; 

    4 - Não passe informações pessoais sobre você e jamais leve alguém para sua casa sem antes conhecer melhor; 

    5 - Mas caso você seja lesado moral ou financeiramente, procure a Justiça e faça um Boletim de Ocorrência, pois só a partir de uma queixa por escrito poderá dar início a um processo condenatório, pois no Brasil já existe lei para crimes cibernéticos.  Pode também enviar um comunicado do ocorrido para a Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal no e-mail [email protected], que a PF entrará em contato para que sejam tomadas as devidas providências.  

    Isto não quer dizer, contudo, que todas as pessoas que se inscrevem nesses sites são golpistas ou mesmo as que se apresentam pelas redes sociais estão com más intenções. Eu conheço vários casais que se conheceram pelas redes sociais e estão muito bem.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Perdoar ou não? Será que vale a pena perdoar uma traição

    Eu só liguei para dizer que te amo

    Comentários