Fonte: OpenWeather

    Estilo de vida


    Vinyasa Yoga: experiência que pode mudar sua vida

    Ministério da Saúde incluiu 10 práticas integrativas no Sistema Único de Saúde (SUS), por reconhecer que tais práticas ajudam a combater os transtornos mentais

    A prática milenar da Yoga tem a capacidade de despertar a fonte da saúde espiritual
    A prática milenar da Yoga tem a capacidade de despertar a fonte da saúde espiritual | Foto: Divulgação

    Os últimos anos tem sido marcados mundialmente por uma correria sem fim em busca de algo que não se sabe o que é, mas na maioria das vezes é material e não traz qualidade de vida em sua essência, pois o tempo se transformou num fator que supera o próprio nome.

    Talvez esse seja o principal motivo do aumento de doenças ocupacionais psicossociais, como ansiedade, depressão, síndromes do burnout e pânico, além de transtornos de estresse pós-traumático (TEPT).

    No Brasil, por exemplo, a Organização Mundial de Saúde (OMS), registrou que a depressão atinge 11,5 milhões de pessoas (5,8% da população), enquanto distúrbios relacionados à ansiedade afetam mais de 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população), esses números são crescentes e exorbitantes a cada dia.

    A Yoga tem a capacidade de desacelerar o pensamento e eliminar o esgotamento
    A Yoga tem a capacidade de desacelerar o pensamento e eliminar o esgotamento | Foto: Divulgação

    Dentro dessa perspectiva um segmento tem ganhado muitos adeptos, a prática milenar conhecida como Yoga, vem despertar a fonte de saúde espiritual, mental e corpórea, para “desacelerar” o pensamento e centralizar com pacificidade o “agora”, sem esgotamento físico.

    A terapeuta holística Marcela Paiva explica que um dos principais fatores da prática se concentra na respiração. 

    "

    “Quando entramos em conformidade com nosso corpo e percebemos que na correria do dia a dia nem respiramos na profundidade correta, fica visível que se faz necessário uma readaptação e foco para nós mesmos, e dentro da Vinyasa Yoga conseguimos não só cuidar do corpo, mas como a respiração trabalha em sintonia com os exercícios, em uma ordem crescente, vemos claramente a importância de respeitar nossos limites, entendendo que cada coisa acontece no seu determinado tempo”. "

    Marcela Paiva, Terapeuta Holística

    Essa vertente da prática conhecida como Vinyasa tem por objetivo alinhar a respiração, com o corpo e com a mente. É uma derivação do Hatha Yoga, que se distingue pelas transições e planejamento das posturas.

    Seus benefícios variam de acordo com o tempo de experiência e entrega. “Nas primeiras aulas já é possível perceber atitudes mais pacíficas e conscientes no dia a dia, e a longo prazo essa prática desenvolve uma conexão corpo-mente mais forte e assim cria mais força e flexibilidade tanto físico quanto mental. O trabalho de respiração realizado nessa experiência é fundamental, pois aumenta a capacidade pulmonar e resistência”, ressalta Marcela.

    A terapeuta holística Marcela Paiva explica que um dos principais fatores da prática se concentra na respiração.
    A terapeuta holística Marcela Paiva explica que um dos principais fatores da prática se concentra na respiração. | Foto: Divulgação

    Práticas integrativas

    Vale ressaltar que em 2018 o Ministério da Saúde incluiu 10 práticas integrativas no Sistema Único de Saúde (SUS), por reconhecer que tais práticas ajudam a combater os transtornos mentais, estando presente em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica. Em 2017, foi registrado 1,4 milhões de atendimentos individuais em práticas integrativas e complementares. Somando as atividades coletivas, a estimativa é que cerca de 5 milhões de pessoas por ano participem dessas práticas no SUS.

    Fara saber mais você pode falar direto com a Marcela Paiva, pelo instagram @marcelabarbosapaiva que vai estar participando aqui da coluna Entre Elas para contribuir mais e mais com nosso universo feminino.  

    Comentários