Fonte: OpenWeather

    SEXO SAUDÁVEL


    Sexo anal: dicas para diminuir a dor e aumentar o prazer

    Sexólogos comentam que dúvidas sobre sexo anal são comuns em pacientes de seus consultórios. Confira a orientação desses profissionais para a prática

    Sexólogo dá dicas para sexo anal | Foto: Freepik

    Manaus - Um dos principais medos para quem deseja praticar sexo anal é a possibilidade que haja dor, dificultando a sensação de prazer. No entanto, o que pode parecer um grande problema é figurinha repetida em consultórios de sexólogos. Por isso, o EM TEMPO convidou um profissional para te dar as melhores dicas para curtir o momento.

    Quem explica é Sebastião Nascimento, psicólogo e sexólogo com larga experiência em terapias e educação sexual.  "O passo fundamental é a pessoa que irá 'receber' o ato estar relaxada, o que só vem a partir de uma preparação com algumas etapas", afirma o especialista.

    De acordo com o profissional, para alcançar esse estado de relaxamento, os parceiros podem trocar carícias e massagens em todo o corpo e também na região do bumbum, de maneira que a excitação possa crescer com a disposição para o sexo anal.

      "Outra dica importante é utilizar produtos que estão disponíveis no mercado, como lubrificante, e nesse caso, o ideal é que seja à base de água. A camisinha também precisa estar presente, pois sabemos que a área possui bactérias, por isso a prevenção deve ser levada em conta", orienta o sexólogo.  

    Dor constante


    Caso siga as dicas acima e a dor permaneça grande, Sebastião indica procurar saber se há motivos por trás disso. Segundo ele, algumas pré-disposições podem estar ocasionando desconforto, ao invés do ato em si.

    "Nesses casos, possa ser que a pessoa esteja sentindo dor por outros fatores, como existência de hemorroida ou outras doenças no ânus", afirma o profissional.


    Atenção à saúde


    Além de evitar a dor, a correta lubrificação e higienização anal podem evitar prejuízos na região. É o que explicam as sexólogas Andrea Alves e Lucia Pesca, em artigo.

      "Para tornar a prática do sexo anal mais segura, é importante tomar algumas precauções. Então, em primeiro lugar, lembre-se da importância de manter a região higienizada antes de iniciar qualquer ação. Além disso, é fundamental que a área esteja lubrificada com produtos à base de água", afirmaram as especialistas, ao Diário Gaúcho.  

    De acordo com as profissionais, caso os cuidados acima não sejam seguidos, aumenta a possibilidade de riscos à saúde, pelo fato da região ter alta concentração de bactérias. Além disso, por ser tratarem de estruturas frágeis, reto e ânus podem apresentar danos físico, caso estejam ressecados.  Por isso, para uma boa experiência não esqueça de ter tranquilidade, usar camisinha e lubrificante. 

    Leia mais:

    Sente dor na relação sexual? Descubra quais são as causas

    A dor das mulheres é menos intensa que a dos homens?



    Comentários