Fonte: OpenWeather

    Copa do Mundo 2018


    Em Manaus, franceses comemoram bicampeonato na Copa do Mundo 2018

    Na Rua 3, do bairro Alvorada, cinco franceses acompanharam a movimentação da torcida junto ao público manauara

    A rua 3 do bairro Alvorada foi palco de várias apresentações musicais após o fim da transmissão do jogo
    A rua 3 do bairro Alvorada foi palco de várias apresentações musicais após o fim da transmissão do jogo | Foto: Ingrid Anne/ Manauscult

    Manaus - Torcedores e apaixonados por futebol em Manaus reuniram-se mais uma vez na rua 3, bairro Alvorada, Zona Centro Oeste de Manaus, para acompanhar a final  da Copa do Mundo de Futebol.No local, cinco franceses acompanharam a movimentação da torcida.

    No início, apreensivos, mas confiantes na vitória da seleção, que acabou se confirmando após o fim da partida. Apesar da maior parte torcida na rua torcer para o time da Croácia, a França levou a taça por uma goleada de quatro gols a dois.

    Os franceses vibraram com cada um dos quatro gols
    Os franceses vibraram com cada um dos quatro gols | Foto: Ingrid Anne/ Manauscult

    Presente entre os torcedores, O francês e professor de língua francesa radicado em Manaus, Nícolas Vidal, de 41 anos, foi com a família assistir ao jogo, ao lado da torcida amazonense. Apesar de ser minoria no local, ele não deixou de vibrar a cada gol marcado pela equipe francesa. 

    Leia também: França bate a Croácia na final, fatura bicampeonato na Copa da Rússia

    "É uma alegria muito grande, futebol é isso mesmo: alegria e emoção. Estou muito feliz que a seleção de meu país seja a campeã desta festa. O futebol é o esporte mais popular da França", afirmou. 

    Vidal mora em Manaus há quatro anos. De acordo com ele, recentemente visitou familiares na França e disse que havia muita expectativa dos franceses quanto à participação da seleção na Copa.

    Além de Vidal, outros quatro franceses que vivem no Brasil também foram torcer pelo time da terra natal
    Além de Vidal, outros quatro franceses que vivem no Brasil também foram torcer pelo time da terra natal | Foto: Isabela Bastos

    "Eles estavam muito animados, vi isso enquanto estive lá. Essa vitória vai trazer mais alegria ao meu povo, que passou por momentos complicados. Nós sofremos recentemente com ataques terroristas e outros problemas econômicos", falou.

    Quanto aos brasileiros, era inegável a torcida pela Croácia, dentre as justificativas para o favoritismo com o time croata, a principal era a falta de uma vitória da Croácia em uma edição da Copa do Mundo. “Torci pela Croácia porque ainda não tem nenhum título. Acredito que mereciam um lugar entre os campeões”, afirmou Felipe Mesquita, 34, um dos organizadores da transmissão e também morador da avenida Leonardo Malcher, Centro.

    Com os companheiros, Nicolas levantou a bandeira francesa para torcer pelo time do coração
    Com os companheiros, Nicolas levantou a bandeira francesa para torcer pelo time do coração | Foto: Ingrid Anne / Manauscult

    “Nós, brasileiros, nos identificamos com a Croácia pela trajetória que seguiu até chegar à final. Além disso, bateu a Bélgica, que nos desclassificou, e por isso acredito que mereciam essa oportunidade”, contou o industriário Carlos André Reis Pessoa, que também é um dos responsáveis pela transmissão na avenida Leonardo Malcher.

    Entre os amazonenses, que torciam para o time croata, o motorista Emivones Rodrigues Monteiro, de 40 anos, disse que admira a seleção croata há mais de 20 anos. 

    "Mesmo após a derrota do time da Croácia, continuo admirando esses jogadores guerreiros. É um time de um país pequeno, sem título e que merecia vencer, mas não foi dessa vez. Copa do Mundo é isso mesmo, não apenas um jogo, é um acontecimento mundial",  finalizou.

    Com a camisa do time croata, o motorista Emivones torceu até o último minuto pelo time croata, porém, a taça não veio desta vez para a Croácia
    Com a camisa do time croata, o motorista Emivones torceu até o último minuto pelo time croata, porém, a taça não veio desta vez para a Croácia | Foto: Ingrid Anne / Manauscult

    Morro da LIberdade


    Já na rua 24 de Agosto, no Morro da Liberdade, zona Sul, o clima era de almoço de domingo em família. Carne na chapa, pirarucu desfiado, pirarucu à casaca, além do tradicional peixe frito, estiveram no cardápio preparado pela própria comunidade, como forma de arrecadação para ajudar com os custos da festa. 

    Após o fim da transmissão do jogo, as comemorações continuaram com apresentações musicais, almoços e um clima gosto de saudosismo da Copa do Mundo de 2018. 

    Leia mais: 

    Franceses e croatas disputam o título mais cobiçado do mundo

    Memes de Ronaldinho Gaúcho viralizam na internet

    Copa se rende a Kolinda: presidente da Croácia ganha destaque

    Comentários