Fonte: OpenWeather

    Tristeza


    Jogador do AM lamenta morte de amigos em incêndio no CT do FLA

    Além de Ryan Matheus, o também amazonense Ronald faz parte do time base do Flamengo

    O amazonense está no time há dois anos | Foto: Arquivo Pessoal

    Manaus -   O jogador Amazonense Ronald Vitor Viana Gomes, de 13 anos, lamentou a morte dos amigos durante o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O sinistro aconteceu na madrugada desta sexta-feira (8) e deixou 10 mortos e três feridos.

    O Amazonense está no time base do rubro-negro há dois anos. Ele contou ao Portal Em Tempo que ficou abalado com a notícia da tragédia. "Meu pai me acordou e mandou eu ligar a TV, quando vi a notícia bateu um desespero. Não queria acreditar que o incêndio era no alojamento dos meninos", contou. 

    Ronald não dormia no alojamento, ele treinava no Centro de Treinamento e retornava para a casa da família, no bairro São Cristóvão, localizado na área central da cidade. 

    Ronald não dormia no centro
    Ronald não dormia no centro | Foto: Arquivo Pessoal

    Entre os mortos, estão amigos próximos de Ronald. Um deles é o zagueiro Pablo Henrique da Silva Matos, conhecido como Paulão, - primo do zagueiro Werley, do Vasco, joga no Sub-17 do Flamengo. Ele era de Minas Gerais e morava no centro de treinamento. 

    Ronald, que era chamado carinhosamente pelos amigos de "Manaus", lembra dos últimos momentos com os companheiros. "Quando sair do centro, por volta do meio-dia, o Paulão me falou: Manaus nunca desista dos teus sonhos, tu não é 05 tu é 04. É muito triste, a gente brincava muito, era só alegria. Considerava o Paulão como meu irmão", lamentou o jogador.

    O Amazonense relembra a força que recebeu dos amigos no centro. "Quando subir para jogar na categoria deles, a confiança que eles me passaram foi incrível. Quando eu acertava um passe, eles me aplaudiam. Eles me deixavam menos nervoso, sempre falavam pra mim não desistir. Tive um aprendizado muito grande com eles. Nunca esperava que isso pudesse acontecer com os meus amigos", contou. 

    Ronald com os amigos
    Ronald com os amigos | Foto: Arquivo Pessoal

    Sobre o futuro, Ronald falou que irá se empenhar mais ainda nos treinos e nas competições e que os amigos estarão sempre em seu coração. Agora vou jogar o triplo, por mim e por eles", finalizou.

    Ryan Matheus 

    Além de Ronald, o também amazonense Ryan Matheus, de 15 anos, jogava no time base do Flamengo. Ele Ryan Matheus mora no CT, mas foi dormir em casa na noite de quinta-feira (7), após um pedido da mãe, já que não iria treinar hoje. 

    Ryan também está abalado com a tragédia. " Ainda estou sem acreditar, a amizade é grande lá dentro. Todos são amigos, estudamos e treinamentos juntos. É inacreditável", disse.

    Leia mais: 

    Jogador do Amazonas escapa da morte em incêndio no CT do Flamengo

    'Estou sem acreditar', diz jogador do AM sobre incêndio no CT do FLA

    Incêndio no centro de treinamento do Flamengo deixa dez mortos

    O amazonense está no time há dois anos
    O amazonense está no time há dois anos | Foto: Arquivo Pessoal
    Comentários