Fonte: OpenWeather

    Campeonato Brasileiro


    Santos estraga festa do Ceará e volta a vencer após três jogos

    O resultado fez com que o time da Baixada Santista voltasse a marcar um gol e a vencer, algo que já não fazia há um jejum de três jogos, contando Brasileirão e Copa do Brasil

    O uruguaio viu Sacha entrando no segundo pau e fez um bonito passe pelo alto para o camisa 27 completar para o gol: 1 a 0 Santos
    O uruguaio viu Sacha entrando no segundo pau e fez um bonito passe pelo alto para o camisa 27 completar para o gol: 1 a 0 Santos | Foto: Ivan Storti - Santos FC

    O Santos estragou a festa de aniversário de 105 anos do Ceará ao sair com a vitória de 1 a 0 na tarde deste domingo no Castelão, em Fortaleza, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O gol de Eduardo Sacha representou a manutenção da equipe santista nas primeiras posições da tabela, agora com 14 pontos, deixando o alvinegro cearense com nove pontos, na zona intermediária. 

    O resultado fez com que o time da Baixada Santista voltasse a marcar um gol e a vencer, algo que já não fazia há três jogos, contando Brasileirão e Copa do Brasil. Na próxima rodada, a equipe comandada por Jorge Sampaoli recebe o Atlético-MG, no domingo, às 19h, na Vila Belmiro. Já o Ceará faz novo jogo em seus domínios, desta vez contra o Bahia, às 19h30 do sábado. 

    Jogando diante de um ótimo público e entusiasmado pela festa de 105 anos do clube, a equipe da casa protagonizou as melhores chances de gol do primeiro tempo. O time treinado por Enderson Moreira tinha uma marcação mais encaixada e dava a bola para os comandados de Jorge Sampaoli, que, mesmo com muito mais posse de bola, praticamente não se aproximaram do gol de Diogo Silva. A equipe cearense, tendo um corredor para trabalhar pelo lado esquerdo de seu ataque, criou as melhores oportunidades pelo setor. 

    E foi por ali que os anfitriões obrigaram seu ex-goleiro (que atuou por quatro anos pela equipe) a trabalhar e em alguns momentos apenas torcer para que a bola saísse. Assim, Fernando Sobral, de fora da área; Bergson, de cabeça; e Thiago Galhardo, em chute que passou muito perto da trave direita, assustaram a retaguarda do time da Baixada Santista.

    Na volta do intervalo, porém, a primeira chance clara de gol foi paulista e acabou nas redes defendidas por Diogo Silva. E surgiu de uma linda jogada iniciada em lançamento de Jean Mota para a esquerda, onde estava Felipe Jonatan, que veio do banco de reservas para o lugar de Copete e rolou para Carlos Sánchez. O uruguaio viu Sacha entrando no segundo pau e fez um bonito passe pelo alto para o camisa 27 completar para o gol: 1 a 0 Santos.

    Mais acertado na defesa após o gol e com mais segurança para sair nos contra-ataques, o Santos ainda perderia uma outra ótima chance aos 11 minutos, também com Sacha, que insistindo em lance de bate-rebate na área, mandou para fora. 

    Embora com menos espaço do que na primeira etapa, a necessidade de buscar o resultado fez com que o time cearense adiantasse suas linhas. Desta maneira, aos 16 minutos, Thiago Galhardo quase empatou com um golaço ao mandar por cobertura após saída equivocada de Éverson, mas a bola beijou o travessão.

    Aos 29, a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro paralisou a partida por reclamação do alvinegro cearense de um toque de mão na área, mas a equipe do VAR considerou o lance normal e a partida prosseguiu. 

    Com mais espaço para contra-atacar, o técnico Jorge Sampaoli decidiu que era hora de investir na velocidade do estreante Marinho, deixando-o isolado no comando de ataque ao retirar o outro estreante, Uribe, para a entrada do volante Alisson. O atacante, cedido pelo Grêmio e que entrou na vaga de Sacha, quase ampliou, aos 37, aproveitando rebote da defesa cearense na entrada da área e obrigando Diogo Silva a fazer boa defesa. 

    Foi o último lance de perigo da partida, cujo resultado decepcionou os torcedores do clube aniversariante e deu mais tranquilidade aos santistas para se concentrarem no compromisso da Copa do Brasil, na quinta-feira, 20h, também ante o Atlético-MG, no Pacaembu. 

    Leia mais

    Liverpool vence Tottenham e ganha sua 6ª Liga dos Campeões da Europa

    Autor dos gols da vitória do Flamengo, Gabriel exalta força do elenco

    Novo técnico do Flamengo afirma que todo português gosta do Vasco

    Comentários