Fonte: OpenWeather

    Futsal


    Projeto de futsal, apoiado pela Nike, abre inscrições em Manaus

    O Projeto, organizado pelo Centro de Formação Vida Alegre, tem vagas para a modalidade futsal

    O projeto hoje é apoiado pela Nike e busca formar, além de atletas, cidadãos.
    O projeto hoje é apoiado pela Nike e busca formar, além de atletas, cidadãos. | Foto: Leonardo Mota

    O projeto organizado pelo Centro de Formação Vida Alegre e que conta com apoio da gigante americana Nike, está inscrições abertas para a sua escolinha de futsal. As aulas acontecem na Escola Estadual Irmã Adonaí Políti, localizada na rua Paraguaçu, no bairro Vila da Prata, zona Oeste da capital.

    O Centro busca contribuir com a formação de atletas de futsal na capital, além de ajudar na manutenção de direitos e deveres, com incentivo a educação, respeito e disciplina.

    O apoio da Nike ocorreu através de iniciativa da empresa americana, que busca apoiar Organizações Não Governamentais (ONG's), lhes oferecendo suporte técnico e logístico.  O projeto do Centro de Formação foi selecionado dentre os muitos analisados em Manaus.

    Os instrutores, em sua maioria, são voluntários da comunidade ou da Nike, parceira do projeto
    Os instrutores, em sua maioria, são voluntários da comunidade ou da Nike, parceira do projeto | Foto: Leonardo Mota

    A responsável pelo projeto, Ana Maria, explicou como surgiu a ideia da escolinha e o contato com a Nike. ''O projeto surgiu com o apoio da Nike, que entrou como nossa patrocinadora, após buscar várias instituições e escolher a nossa, através do Facebook, em setembro do ano passado. Com esse contato, montamos a nossa escolinha, que hoje conta com 65 crianças, de 5 a 17 anos'', lembra.

    Ela conta que após o contato com a Nike, eles começaram a organizar a estrutura para atender as demandas. ''A escola Adonai Politi gentilmente nos cedeu a quadra, para que realizássemos nossas aulas, que acontecem sempre das 16h às 19h nas quartas-feiras e aos domingos de 8h até 12h'', afirma Ana.

    Hoje a parceria com a Nike traz ao projeto apoio logístico, estrutural e orçamentário, o que permite que eles não cobrem taxas dos alunos. Além disso, a empresa também fornece voluntários de suas lojas na capital para auxiliar nas atividades realizadas.

    Além dos voluntários da Nike, o Centro também conta com colaboradores. “Pelo número alto de crianças a ser trabalhado diariamente, o trabalho precisa ser dividido e cada um tem uma respectiva função”, explicou a organizadora.

    Ainda segundo Ana Maria, o Centro de formação foi a primeira instituição a abrir as portas para a comunidade do bairro Vila da Prata, que hoje oferece diversas atividades para os moradores da comunidade e adjacências.

    O projeto atende hoje 65 crianças, de 5 a 17 anos
    O projeto atende hoje 65 crianças, de 5 a 17 anos | Foto: Leonardo Mota

    O projeto, mesmo com o apoio da Nike, ainda precisa captar recursos para confecção de uniformes, compra de equipamentos para pratica esportiva de outras atividades.

    Ainda segundo Ana Maria, há uma negociação com Governo Federal, para captação de mais recursos, que aumentar a estrutura do projeto. ''Hoje, temos uma demanda altíssima de alunos, o que tem limitado um pouco o aumento de vagas, existindo um filtro maior, por isso, precisarmos de uma ampliar nossa estrutura para receber novos alunos sem riscos''. 

    Visões e Valores

    A responsável pelo Centro de Formação conta que a disciplina e o respeito são primordiais dentro do projeto, além da preocupação com o aproveitamento escolar. “Para ser um membro ativo do projeto, é necessário um acompanhamento escolar que comprove o bom aproveitamento do aluno no ano letivo”.

    A instituição também faz um trabalho no combate as drogas, principalmente com os pais dos alunos. ''Precisamos de pais atuantes, em parceria com nosso trabalho. O bairro Vila da Prata está em uma zona de risco, com moradores em situação de vulnerabilidade e, por isso, também fazemos um trabalho de conscientização com as crianças, porque infelizmente, temos muitos pais envolvidos com esse meio, mesmo que eles neguem, sabemos quem atua na área, principalmente por sermos uma comunidade pequena. Sendo assim, nosso trabalho é repassar a eles e aos filhos que a droga, de fato, é uma droga”, destaca a organizadora. 

    As crianças recebem orientações sobre respeito, disciplina e educação
    As crianças recebem orientações sobre respeito, disciplina e educação | Foto: Leonardo Mota

    Parcerias

    O projeto atualmente busca parcerias com universidades e profissionais da área de psicologia, tendo em vista os recursos escassos que dispõem. ''Buscamos parcerias com as instituições que possam nos disponibilizar alunos, que atuariam como instrutores do projeto. Além disso precisamos psicólogos que possam trabalhar no processo de formação de atletas, tendo em vista que nem todos chegarão a ser profissionais, para evitar maiores decepções no futuro'', finalizou Ana Maria.    

    Para se inscrever no projeto

    Para participar do projeto, os pais ou responsáveis precisam comparecer à sede da instituição Vida Alegre, na rua Paraguaçu, nº 68, bairro Vila da Prata, zona Oeste de Manaus, com cópias do RG, CPF, comprovante de residência, além de cópias da certidão de nascimento e uma foto 3x4 da criança, no horário de 16h às19h nas quartas-feiras e de 8h às 12h aos domingos.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Entenda a copa feminina que será disputada na França

    Brasil encara Catar no 1º jogo preparatório para a Copa América

    Comentários