Fonte: OpenWeather

    Surpresa


    Jovem tenista de 15 anos derrota pentacampeã de Wimbledon

    Ex-número 1 do mundo, Venus Willians, não deve chance diante da nova sensação das quadras

    Cori Gauuf ainda está no colegial e para disputar o torneio precisou perder alguma provas na escola | Foto: AFP

    Londres - Em um duelo de gerações entre tenistas norte-americanas pela rodada de estreia de Wimbledon, nesta segunda-feira (1), Cori Gauuf, de apenas 15 anos, mostrou por que tem tudo para ser a nova sensação do país e se tornar a sucessora das irmãs Williams. A adolescente não se impressionou em jogar na Quadra 1, a segunda mais importante do complexo do Grand Slam em Londres, e derrotou com autoridade a mais velha das Williams - Venus, de 39, que é pentacampeã na grama inglesa e ex-número 1 do mundo -, com um duplo 6/4.

    Atual número 313 do mundo e ex-líder do ranking juvenil, Gauuf recebeu um convite da organização de Wimbledon para disputar o qualifying. Passou por três rodadas na semana passada, inclusive vencendo a Top 100 espanhol Aliona Bolsova, se tornou a tenista mais jovem a furar o quali na Era Aberta e entrou na chave principal de um Grand Slam pela primeira vez na carreira.

    Com 24 anos de diferença entre as duas tenistas, uma curiosidade deste confronto é o fato de Venus Williams já ter vencido quatro de seus sete títulos de Grand Slam, sendo dois em Wimbledon, quando Gauff ainda nem tinha nascido, em março de 2004. A adolescente norte-americana, que revelou estar fazendo à distância algumas provas da escola - ainda cursa o "high school" (colegial) -, se tornou a atleta mais nova a vencer uma partida na chave principal do Grand Slam britânico desde 1991.

    "É talvez a primeira vez que choro depois de ter ganhado uma partida. Não pensei que isso poderia ocorrer", disse Gauff em entrevista ainda na quadra, logo após derrotar Venus. A veterana tenista, em sua 22.ª participação em Wimbledon, só havia sido eliminada na estreia duas vezes - a primeira em 1997 e a segunda em 2012.

    Com os 70 pontos da vitória na estreia e os 40 por ter furado o qualifying, Gauff deve se aproximar do 210.º lugar do ranking, que será atualizado daqui duas semanas. Mas já declarou que quer ser Top 100 ainda nesta temporada. Sua próxima adversária será a eslovaca Magdalena Rybarikova, que surpreendeu a bielo-russa Aryna Sabalenka, cabeça de chave 10 e 11.ª do mundo, por 6/2 e 6/4.

    Outros resultados

    Também nesta segunda-feira, a dinamarquesa Caroline Wozniacki avançou sem precisar terminar a sua partida de estreia. A cabeça de chave número 14 e ex-líder do ranking vencia Sara Sorribes Tormo por 5 a 4 no primeiro set quando a espanhola desistiu por causa de uma lesão. Sua próxima rival será a russa Veronika Kudermetova, que bateu a belga Ysaline Bonaventure por 6/2 e 6/4.

    Duas pré-classificadas deram adeus precocemente em Wimbledon. A francesa Caroline Garcia (cabeça 23) caiu para a chinesa Shuai Zhang com um duplo 6/2 e a russa Daria Kasaktina (29) perdeu para a australiana Ajla Tomljanovic por 6/3 e 6/1. Ex-número 1 do mundo e atual 40.ª colocada, a bielo-russa Victoria Azarenka passou pela estreia vencendo a também francesa Alizé Cornet com um duplo 6/4.

    Outras três tenistas que avançaram em Londres foram as belgas Yanina Wickmayer e Kirsten Flipkens e a taiwanesa Su-Wei Hsieh (cabeça de chave número 28).

    Leia Mais 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Em Londrina, tenista amazonense conquista título internacional

    Histórico contra Lionel Messi favorece o Brasil em semifinal da Copa


    Comentários