Fonte: OpenWeather

    Projeto Social


    'Ballet Renovo' ensina arte para jovens à mercê do crime em Manaus

    Para o idealizador do projeto, o teólogo Judson Dantas, algumas famílias desestruturadas transformam o lar em um ambiente de estresse e distanciam crianças e jovens do caminho certo

    O projeto busca retirar os jovens da mira do crime por meio do esporte
    O projeto busca retirar os jovens da mira do crime por meio do esporte | Foto: Judson Dantas

    Manaus - O projeto "Ballet Renovo", voltado para o balé, vem desde o ano de 2018 buscando passar a arte da modalidade a jovens do bairro Novo Aleixo. As aulas acontecem na igreja Batista Renovo, situada na Zona Norte de Manaus, com o intuito de formar bailarinos para que não fiquem expostos ao mundo da criminalidade, segundo o teólogo Judson Dantas, fundador do projeto.

    Conforme Dantas, a ação surgiu acerca da preocupação que existe por conta do crescimento dos índices de criminalidade na região envolvendo o tráfico de drogas e assaltos, que se tornaram corriqueiros no bairro.

    ‘’Sabemos que existe um crescimento alarmante de jovens na criminalidade, e isso tem gerado uma preocupação. Atualmente, nesse meio, o crime com maior incidência de participação de menores é o de tráfico de drogas, pela facilidade de ganhar dinheiro fácil que o mundo do crime proporciona’’, comentou Dantas.

    O teólogo explica que com o projeto ocorrendo dentro de uma igreja, a religião também se torna uma parte importante no processo. ‘’Além do balé, somamos o evangelho de Jesus Cristo como modificador social, trazendo benefícios imediatos e de longo prazo às crianças, jovens e adultos atendidos, bem como as suas famílias em todas as áreas’’, argumentou Judson.

    O projeto busca atender todos os públicos. Inicialmente, apenas uma modalidade de luta existia no projeto, sendo praticada em sua maioria por meninos. "Como as meninas eram parte interessada também no projeto, foi criado o balé - para que elas não ficassem fora dos planos", ressalta Dantas.

    Como se dão as aulas

    O Ballet Renovo aceita crianças a partir dos cinco anos de idade
    O Ballet Renovo aceita crianças a partir dos cinco anos de idade | Foto: Judson Dantas

    O projeto ocorre às quartas e sextas, das 18h30 às 20h, sendo ministrada por professores especializados. A faixa etária permitida é a partir dos cinco anos, sem idade máxima para participar do projeto.

    De acordo com Judson, todo o projeto é gratuito aos interessados. ‘’Por sermos um projeto social, não temos nenhuma taxa. Apenas pedimos que o aluno compareça, acompanhado por um responsável, para que preencha a ficha de inscrição. 

    Ainda de acordo com Judson, a inclusão é parte importante do processo. ‘’Nossos professores estão capacitados para receber alunos e realizar a inclusão, caso necessária. No momento, não estamos com nenhum aluno, mas, no nosso histórico já tivemos alunos com alguma deficiência detectada e trabalhada’’, disse Dantas.

    Desafios

    Para o fundador, a luta segue sendo com os perigos que o mundo tem a oferecer aos atletas do projeto. ‘’Neste momento, nossa grande luta é com o que as ruas têm oferecido às nossas crianças e jovens. As drogas e a violência têm destruído sonhos e perspectivas da nossa juventude oferendo algo sem custo e, em alguns casos, divertido por um curto período. Com isso, temos observado uma grande resistência em corações de pessoas que poderiam compor o projeto’’, argumentou Dantas.

    Judson termina a entrevista comentando que a família tem papel fundamental para todo esse processo, no aspecto positivo ou negativo. ‘’Destaco que as famílias têm se mostrado muito desestruturadas e o local onde uma criança deveria estar recebendo apoio, motivação e educação na verdade se torna um ambiente de estresse’’, finalizou ele.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    TJAM divulga edital de concurso com 160 vagas para Manaus e interior

    PAC no shopping Phelippe Daou passa a emitir 1ª via do RG


    Comentários