Fonte: OpenWeather

    Esporte


    Atleta amazonense vai para o Sul-Americano de Jiu-Jitsu Criança

    Atleta de Manacapuru vai representar o Amazonas, com apoio da Sejel, no Sul-Americano de Jiu-Jitsu Criança

    Murilo pratica a arte suave desde os quatro anos de idade
    Murilo pratica a arte suave desde os quatro anos de idade | Foto: Divulgação

    Manaus - O Amazonas tem mais um representante no Sul-Americano de Jiu-Jítsu – Criança, que ocorre nos dias 20 e 21 deste mês, no Rio de Janeiro. É o manacapuruense Marcos Murilo de Souza Vidal, de 7 anos, faixa cinza-preta. Para esta competição, o atleta conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), que garantiu as passagens aéreas.

    “Precisamos sempre ter em mente que os nossos campeões de amanhã, hoje são crianças, e precisamos incentivar, apoiar, ajudar, sobretudo quando temos crianças que se destacam. É importantíssimo nosso incentivo”, comentou o secretário da Sejel, Caio André de Oliveira, que entregou as passagens ao atleta na manhã desta segunda-feira (15).

    Murilo pratica a arte suave desde os quatro anos de idade e já tem um histórico de muitas conquistas, como campeão amazonense e um de campeão brasileiro, este último foi alcançado pelo atleta ainda no mês de maio deste ano. “Eu treino muito, todos os dias. Só não treino mais porque tenho aula. Vou para representar muito bem o estado e o país”, confirmou.

    “Eu estou com muita vontade de ganhar e vou conseguir. No Brasileiro foi assim e eu consegui”, completou.O pai do atleta, Marcos Vidal, marinheiro por profissão, nunca conseguiu treinar Jiu-jítsu. Hoje, ele vê no filho o sonho que não conseguiu realizar e, por isso, dá todo o suporte para o pequeno.

    “Ele é o orgulho da família. Com as melhores notas na escola e recebeu o certificado de melhor aluno. Ele leva muito à sério a escola e o esporte, esporte esse que um dia eu sonhei em praticar”, contou o pai que acompanha todas as lutas do filho.

    "Ele faz parte do projeto social Geração do Bem, que recebe várias crianças em vulnerabilidade e tomam ele como exemplo. Tem crianças que falam que o sonho delas é lutar feito ele. Isso nos enche de orgulho e nos impulsiona a fazer ainda mais por ele. Estou sempre colado, acompanho os treinos sempre que posso e vibro em cada luta e conquista dele”, concluiu.

    *Com informações da assessoria.

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Em meio a ameaças, Manaus FC perde para Caxias no Rio Grande do Sul

    Sul América vence Operário e conquista o bicampeonato

    Comentários