Fonte: OpenWeather

    Paixão à flor da pele


    Ex-vascaíno, amazonense homenageia Manaus FC com tatuagem no braço

    Jovem conta que fez a promessa de tatuar o escudo do time amazonense caso garantisse o acesso à Série C do Brasileirão 2020. Promessa é dívida, confira o desenho!

    Caio Melo trocou o Vasco da Gama pelo Manaus FC, eternizando o amor pelo clube com uma tatuagem
    Caio Melo trocou o Vasco da Gama pelo Manaus FC, eternizando o amor pelo clube com uma tatuagem | Foto: Leonardo Mota

    Manaus - 23 de julho de 2019, um dia para ficar na história de Caio Melo e do Manaus Futebol Clube. Data em que o jovem de 23 anos eternizou a paixão no corpo, com uma tatuagem no braço direito homenageando o clube e cumprindo a promessa feita em prol do acesso do clube à Séria C do Campeonato Brasileiro, conquistado no último sábado (20). O ex-torcedor do time carioca Vasco da Gama (RJ) contou com exclusividade ao EM TEMPO o que motivou a homenagem.

    Assim como muitos torcedores apaixonados, Caio enfatiza que faz loucuras pelo clube do coração. Antes vascaíno, agora ele se diz torcedor exclusivo do Manaus FC, eternizando a escolha pelo novo clube com uma tatuagem, que também foi a promessa que, para ele, garantiu o acesso do clube.

    Caio Melo certamente não é o primeiro a fazer loucuras pelo time do coração. Mas, se tratando de futebol amazonense, são poucos os que marcam o amor por um clube nortista. No caso do Manaus FC, fundado em 2013, a demonstração de amor chega de forma inédita. 

    O bom momento vivido pelo Manaus, recém-classificado para a semifinal da Série D e classificado para a Série C 2020, será a base para atrair novos torcedores e também para que os times amazonenses voltem a lotar os estádios - a exemplo do que aconteceu no último dia 20, quando 44.121 assistiram o Gavião do Norte sobrevoar alto o time Caxias do Sul (RS), que voltou para terras gaúchas com três flechadas. O feito quebrou o jejum de 20 anos que o arco e flecha do índio amazonense não acertava o alvo tão bem. 

    A tatuagem teve custo de R$ 300, em um estúdio local
    A tatuagem teve custo de R$ 300, em um estúdio local | Foto: Leonardo Mota

    De acordo com o torcedor, a promessa foi alinhada antes mesmo do início da Série D. "Eu fiz a promessa ainda durante o campeonato amazonense. Já era uma vontade antiga, tendo em vista que foi amor à primeira vista com o clube. Além de mim, outros torcedores fizeram promessas, cumpridas com o acesso, pois promessa feita é promessa paga”, disse ele.

    A tatuagem foi feita pouco após o acesso, na última terça-feira (23), a R$ 300. “Fiquei muito satisfeito com o resultado final. Ficou uma belíssima homenagem, e saiu por um bom preço”, explicou Melo.

    O bom momento do clube

    Durante o jogo, o torcedor contou que em alguns momentos chegou a duvidar do acesso. "Sinceramente, eu achava que não dava mais, estava bastante desacreditado. Quando o Rossini fez o primeiro gol, eu fui aos prantos [não segurei o choro]. Quando os outros dois saíram, eu chorei feito criança”, relatou o torcedor.

    Para ele, o bom momento vivido pelo clube do Manaus pode resgatar o amor dos amazonenses pelo futebol local. “Eu acho importante demais que o torcedor amazonense siga apoiando e indo ao estádio, para colocarmos o futebol amazonense no eixo. Assim como a geração do meu pai teve o São Raimundo em 1999, eu tenho o Manaus 20 anos depois, crendo no acesso do clube até mesmo à Série A do Brasileirão”, comentou Melo.

    Torcedor conta que está satisfeito com o resultado final, tendo recebido o apoio da família e amigos
    Torcedor conta que está satisfeito com o resultado final, tendo recebido o apoio da família e amigos | Foto: Leonardo Mota

    Ainda sobre a tatuagem, os amigos não acreditavam na demonstração de amor feita por Caio. “Os amigos gostaram, apesar de sempre ter aqueles que jogam contra - insistindo que o nosso futebol está morto ou que eu era maluco”, conta o torcedor aos risos.

    Para a família, a sensação foi similar a dos amigos, principalmente pela parte da mãe. “A família é torcedora do nosso futebol. Todos acharam bacana a ideia, apesar da minha mãe não ter gostado muito da ideia [mais risos]”, relatou Caio.

    Melo comenta, ainda, que o Manaus o convenceu a largar o Vasco da Gama, além de afirmar crer em um possível título. “Deixei o Vasco de lado e decidi seguir o caminho do Manaus, sendo meu único clube. Creio nesse acesso sendo coroado com o título, para calar a boca de todos aqueles que jogam contra o nosso futebol amazonense”, finalizou ele.

    Caio se diZ confiante no título da Série D do Campeonato Brasileiro
    Caio se diZ confiante no título da Série D do Campeonato Brasileiro | Foto: Leonardo Mota

    Duelo decisivo

    Em paralelo a tudo isso, o Manaus FC se prepara para as semifinais do Campeonato Brasileiro da Série D. No sábado, a equipe começa a batalha de 180 minutos. O primeiro palco da decisão é a Bahia, onde a equipe enfrenta a Jacuipense, no estádio Eliel Martins, a partir das 14h, horário local, no dia 28.

    Para o duelo de volta, o Manaus FC espera lotar novamente a Arena da Amazônia, tendo em vista os mais de 44 mil que apoiaram o clube no último jogo, para sacramentar a classificação para a final, contra Brusque ou Ituano. O jogo de volta ocorre a partir das 17h, horário local, no próximo dia 3.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!:

    Saiba quem são as porta-bandeiras do Brasil nos Jogos Pan-Americanos

    Times amazonenses estreiam na Copa Verde com o pé esquerdo


    Comentários