Fonte: OpenWeather

    Lima 2019


    Confira as conquistas do Brasil no Pan de Lima

    Primeiras conquistas vieram no triatlo, com dobradinha, mas também tivemos medalhas na patinação artística e taekwondo

    Neste sábado, 27, conquistamos nossas primeiras medalhas na competição, algumas delas inéditas
    Neste sábado, 27, conquistamos nossas primeiras medalhas na competição, algumas delas inéditas | Foto: Jonne Roriz/COB

    Foi um dia de muita emoção e conquistas importantes para o Brasil nos Jogos Pan-americanos Lima 2019. Neste sábado, 27, conquistamos nossas primeiras medalhas na competição, algumas delas inéditas. O triatlo feminino foi o primeiro a levar o Time Brasil ao lugar mais alto do pódio, com a dobradinha de Luisa Baptista e Vittoria Lopes. O ouro de Luisa foi o primeiro de uma triatleta brasileira na história do Pan, assim como o ouro de Bruna Wurts na patinação artística, que só havia conquistado ouro no masculino até então. Em Lima, os homens também trouxeram medalhas nessas duas modalidades. No triatlo, Manoel Messias foi prata, e, na patinação, Gustavo Casado foi bronze. 

    À tarde foi a vez das medalhas aparecerem no taekwondo. Paulo Ricardo foi bronze na categoria até 58kg, e Talisca Reis foi prata na categoria até 49kg. No fim da noite, mais uma medalha, desta vez um bronze com a equipe feminina da ginástica artística. Terminamos o dia com oito medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e três de bronze. 

    Mais cedo, no Pentatlo Moderno, ainda teve vaga garantida para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Iêda Guimarães terminou em quarto na disputa feminina e carimbou o passaporte para a maior competição esportiva do mundo, ano que vem, no Japão.

    Confira abaixo as outras modalidades com participação do Brasil neste sábado:

    ATLETISMO - Primeira competição deste sábado em Lima, a Maratona feminina abriu o dia, com as brasileiras Valdilene Silva e Andreia Hessel na disputa. Valdilene chegou a estar liderando a prova nas passagens dos 10km e dos 15km, mas não resistiu ao ritmo forte imposto pela peruana Gladys Pucuhuaranga, que terminou com o ouro. Valdilene completou a prova em sexto lugar, enquanto Andreia foi a oitava colocada. Entre os homens, Wellington Bezerra também chegou a fazer um bom início de prova, liderando até os 20km, mas não conseguiu manter a ponta. Bezerra terminou em 11º. A vitória foi também de um peruano, Christian Mendoza.

    HANDEBOL - Apesar de um começo complicado, a seleção feminina superou Porto Rico por 40 a 15 e conseguiu a classificação em primeiro no Grupo A. Agora,  vai para a semifinal com uma boa e invicta campanha. Cuba classificou em segundo e Porto Rico terminou em terceiro. A semifinal será nesta segunda-feira, 29, às 14h (de Brasilia).

    BOLICHE - As duplas brasileiras não conseguiram conquistar medalhas nos Jogos Pan-americanos Lima 2019. Neste sábado aconteceu o segundo dia de competição nas duplas, mas os brasileiros não conseguiram encontrar o melhor jogo para poder brigar pelo pódio. As mulheres foram as primeiras a entrar na pista, mas Stephanie Martins e Roberta Rodrigues terminaram na 11a colocação. Entre os homens, que jogaram à tarde, Marcelo Suartz e Bruno Costa melhoraram um pouco em relação ao primeiro dia, mas finalizaram em 13º. Os quatro atletas agora se concentram para a disputa individual, que começa neste domingo, dia 28, às 11h (de Brasília) para as mulheres, e às 18h para os homens.

    ESQUI AQUÁTICO - No wakeboard, o Brasil se classificou para as finais masculina e feminina. Mariana Nep ficou com a terceira melhor nota (52.45) das semifinais, segunda do grupo 2, e avançou à disputa de medalha. Marcelo Giardi conseguiu a vaga na final através da repescagem, quando somou 61.33 e acabou em segundo lugar. As finais masculina e feminina serão na próxima terça-feira, às 18h (de Brasília). No Slalom, Tamires Aguiar e Felipe Simioni não se classificaram para a final. Tamires fez 5 boias a 34mph (55 km/h) com corda de 18,25m, enquanto Felipe fez 5 boias na velocidade de 58km/h com 12 metros de corda.

    RUGBY - Depois do empate em 14 a 14 com o Chile na estreia, a seleção masculina de rugby sevens voltou a campo neste sábado. Os Tupis não tiveram dificuldade para conquistar duas vitórias em dois jogos e avançar às semifinais. O primeiro jogo por 59 a 0 sobre a Guiana, e o segundo por 12 a 0 sobre os Estados Unidos. O Brasil encara o Canadá neste domingo, às 14h (de Brasília), por uma vaga na final. No feminino, as Yaras, que venceram o Peru na véspera, derrotaram o México por 45 a 0 na manhã deste sábado, e depois acabaram derrotadas pelo Canadá por 26 a 0. As meninas voltam a campo neste domingo, às 12h50 (de Brasília), para enfrentar os Estados Unidos nas semifinais.

    TIRO ESPORTIVO - As brasileiras Thais Moura e Rachel Silveira disputaram neste sábado a fase classificatória da prova feminina da Pistola de ar 10m em Lima. Thais alcançou 554 pontos e terminou em 15º, enquanto Rachel marcou 548 pontos, ficando em 18º. A pontuação não permitiu que as brasileiras avançassem à final, que foi vencida pela cubana Laina Pérez, seguida pela equatoriana Andrea Perez, e por outra cubana, Sheyla González.

    LEVANTAMENTO DE PESOS - A brasileira Nathasha Figueiredo ficou muito próxima de conquistar uma vaga no pódio na categoria 49kg do levantamento de pesos em Lima. Nathasha levantou 176kg, apenas um a menos que a dominicana Santa Villa (177kg), que terminou com a medalha de bronze. A prata ficou com a colombiana Ana Segura (188kg), e o ouro outra dominicana, Beatriz Piron (193kg).

    BOXE - Os brasileiros Keno Machado (81kg) e Jucielen Romeu (57kg) já garantiram, no mínimo, mais duas medalhas de bronze para o país. Ambos venceram suas lutas neste sábado, pelas quartas de final, no Coliseu Miguel Grau, em Lima e disputam as semifinais sabendo que, mesmo com derrota, voltarão pra casa com uma medalha no peito. Se perderem ficam com o bronze, pois não há disputa de terceiro lugar no boxe. Se vencerem, avançam para a disputa do ouro. Keno superou o canadense Harley O'Reilly, enquanto Jucielen venceu Vanessa Reyes, da Nicarágua. Keno vai enfrentar o mexicano Rogelio Torres, e Vanessa pega a americana Yarisel Ramirez. Cosme Nascimento, da categoria até 91kg, não conseguiu superar o cubano Dainier Christi e ficou fora da luta por medalhas.

    VELA - Parte da equipe da Vela que ainda não havia chegado desembarcou em Lima neste sábado. Entre eles, Cláudio Biekark, o brasileiro com mais participações em Jogos Pan-americanos. Aos 67 anos de idade, o velejador chega para sua 10ª participação, com nove medalhas conquistadas. Sempre que foi ao Pan, Cláudio Biekarck voltou com medalha. A equipe passou pela Vila para pegar uniformes e se juntar à Kahena Kunze e Martine Grael, as porta-bandeiras que brilharam à frente da delegação brasileira no desfile de Abertura, na sexta-feira. Todos seguiram para Paracas, sede da vela nos Jogos. “Eu gostaria muito de conseguir mais uma medalha para fechar com chave de ouro. Trabalhei bastante para isso. Vamos ver o que acontece”, disse Biekark.

    Além da vela, também chegaram a Lima neste sábado, as equipes de canoagem slalom e vôlei masculino.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Rafinha brilha e Flamengo vence Botafogo de virada no Maracanã

    Brasileira conquista medalha de bronze no mountain bike

    Comentários