Fonte: OpenWeather

    times amazonenses


    Semana decisiva para Manaus FC, Nacional e Fast na Copa Verde 2019

    O Gavião do Norte busca reverter um placar de 4x1, enquanto o Rolo Compressor tem a missão de devolver a goleada de 3x0. Enquanto isso, o Leão da Vila Municipal respira aliviado com um empate fora de casa

    É  fase do mata-mata para os três times na competição, que garante R$2,5 milhões ao campeão
    É fase do mata-mata para os três times na competição, que garante R$2,5 milhões ao campeão | Foto: Desirée Souza

    Manaus - Manaus FC, Nacional e Fast entram em campo esta semana em fase decisiva para o futebol amazonense na Copa Verde. Nesta quarta-feira (31), o atual tricampeão amazonense encara o Sobradinho, do Distrito Federal (DF), e nos dias 1º e 2, respectivamente, Nacional e Fast duelam pela continuidade na Copa Verde, após terminarem as partidas de ida com nenhuma vitória para o Amazonas. Gavião do Norte e o Rolo Compressor foram derrotadas por 4x1 e 3x0, respectivamente, e o Leão da Vila Municipal empatou em 1x1. Todas as três partidas fora de casa.

    Em toda a história da competição, a melhor posição alcançada por um time do Amazonas foi um 4º lugar, conquistado pelo Manaus FC, em 2018, após ser eliminado pelo Paysandu - que se sagrou campeão posteriormente.

    Para essa edição, os duelos serão entre equipes das regiões Norte, Centro-Oeste e o Estado Espírito Santo. A competição tem caráter de mata-mata, com duelos das equipes sendo realizados em casa e fora, em formato similar ao da  Copa do Brasil.

    Fast fez uma atuação abaixo do esperado, sendo punido com gols próximos ao final do jogo
    Fast fez uma atuação abaixo do esperado, sendo punido com gols próximos ao final do jogo | Foto: Desirée Souza

    Rolo Compressor - Fast

    Primeiro a entrar em campo na última semana, o Fast foi derrotado por 3x0 para o Ypiranga (AP), após péssima atuação do time - prejudicado ainda mais pela expulsão do volante Jussan, abrindo caminho para a goleada dos rivais.

    Além disso, o clube sofreu com inúmeros desfalques na partida. Thiago Bigo estava lesionado e sem condição jogo. O volante Juninho e o atacante Caíque não foram regularizados a tempo da partida de ida. No entanto, o time aposta que a dupla participará do duelo decisivo em casa. 

    O treinador Darlan Borges reclamou da preparação para o duelo, por conta do pouco preparo da diretoria para o torneio. “As dificuldades foram principalmente em formar o elenco, já que foi deixado para cima da hora - e isso atrapalha demais qualquer preparação para competições”, explicou Borges.

    Apesar da goleada, Borges ainda crê na classificação. “Estamos trabalhando para reverter a situação adversa, pois sei que temos time para isso’’, finalizou ele.

    O jogo de volta do Fast ocorre nesta quinta-feira (1º), em duelo a ser realizado na Arena da Amazônia, a partir das 20h. A assessoria do time não informou pontos de vendas dos ingressos e nem valores.

    Leão da Vila Municipal - Nacional

    O Nacional foi o segundo amazonense a entrar em campo pela Copa Verde, tendo mais sorte que o Fast. O clube conseguiu o empate em 1x1, jogando fora de casa, contra o time do Humaitá. 

    Quando o Nacional jogava com um a mais, após expulsão de Mandin, o Humaitá chegou ao gol de empate com gol de Cristiano. Após isso, os times estavam sofrendo na parte física, e, em campo, mostravam-se satisfeitos com o placar.

    Elenco do Nacional durante preparação para duelo decisivo pela Copa Verde, contra o Humaitá, na sexta (2)
    Elenco do Nacional durante preparação para duelo decisivo pela Copa Verde, contra o Humaitá, na sexta (2) | Foto: Desirée Souza

    Paulinho, autor do gol do Nacional no jogo de ida, viu o resultado como aceitável, tendo em vista as condições do jogo. “Para um jogo fora de casa, é um resultado razoável. Fica um estranho porque tínhamos o jogo na mão e, após descuidos, o adversário entrou na partida - chegando ao empate no resultado final. Após corrigirmos o erro, creio que não sofreremos isso novamente”, disse ele.

    O lateral Bernardo comentou a expectativa para o duelo, valorizando o time rival. “Vamos encarar um confronto totalmente aberto. A equipe deles é muito boa, mostrou suas qualidades ao conseguirem o empate. Acho que não foi demérito nosso, com a equipe deles tendo total mérito. Vamos, se Deus quiser, conseguir a classificação em Manaus”, finalizou.

    A partida de volta será realizada na sexta-feira (2), na Arena da Amazônia, a partir das 20h. Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) nos postos de venda: sede do Naça, rua São Luíz, no bairro Adrianópolis; Lojas Os Barés do Manauara Shopping e no estúdio Márcia Xavier, no bairro Aleixo.

    Gavião do Norte - Manaus FC

    Após duelo pela Série D, que terminou empatado em 1x1 contra a Juazeirense, o Manaus FC volta as atenções para a Copa Verde, depois de ser goleado pelo Sobradinho (DF) por 4x1 na partida de ida, quando colocou em campo um time alternativo, pensando na semifinal da Série D do Brasileirão.

    Para o duelo de volta, a equipe deve ir com força máxima para tentar reverter o placar, visando a classificação para a próxima fase, após poupar diversos titulares e sendo surpreendido pela equipe do Distrito Federal. 

    Manaus segue em semana de treinos, visando duelos decisivos pela Série D e Copa Verde
    Manaus segue em semana de treinos, visando duelos decisivos pela Série D e Copa Verde | Foto: Desirée Souza

    Para o zagueiro Patrick Borges, o time amazonense não merecia o placar elástico. ''Foi um jogo controlado até uma certa parte. Por desatenção do time nos gols do adversário, obtiveram esse placar. Mandamos no jogo o tempo inteiro, posse de bola e outros, com eles sendo melhor nos detalhes, muito em conta da falta de entrosamento'', disse.

    O zagueiro acredita na reação da equipe amazonense, mesmo com a larga vantagem. ''Além disso, pegamos o goleiro em um dia inspirado - o que dificultou nossa reação - com os adversários se aproveitando de contra-ataques. Tenho certeza que o placar é reversível, conhecendo a qualidade de nossa equipe, que é muito superior”, destacou.

    O jogo decisivo ocorre amanhã, na Arena da Amazônia, a partir das 20h, com o clube esperando o apoio da torcida. Os ingressos - individuais para cada partida - estão disponíveis ao preço de R$ 20 (meia) em 12 pontos físicos espalhados pela cidade, entre eles a Boutique do Torcedor, na avenida Carvalho Leal, nº 1092, bairro Cachoeirinha, Zona Sul, e a bilheteria da Arena da Amazônia. Os interessados em adquirir camarotes para as partidas deverão entrar em contato com Talles: (92) 99118-5790.

    Os próximos duelos

    Caso o Fast avance para a próxima fase, o tricolor enfrenta o Atlético (AC), em duelo a ser realizado nos dias 7 ou 8 de agosto e 14 ou 15 do mesmo mês. Já o Nacional, caso avance, enfrentará o Paysandu, do Pará, com os jogos a serem realizados nos dias 7 ou 8 de agosto e 14 ou 15 do mesmo mês. Por fim, caso o Manaus vença o Sobradinho (DF), enfrentaria também um rival paraense, o clube do Remo, em duelo a ser realizado em data ainda a ser definida

    Premiação

    Por conta de contratos de patrocinados perdidos em comparação a última edição, a premiação paga pela organização aos vencedores caiu consideravelmente.

    Como a competição garante ao vencedor vaga direta para as oitavas de final da Copa do Brasil, o clube campeão tem garantido R$ 2,5 milhões, cota paga pela Copa do Brasil aos times que chegarem até essa fase.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!:

    Manaus FC desperdiça pênalti e empata com Jacuipense na Bahia

    Times amazonenses estreiam na Copa Verde com o pé esquerdo


    Comentários