Fonte: OpenWeather

    Final da Série D


    'Chegamos onde queríamos', diz meia Evair sobre final do Manaus FC

    O atleta chegou em Manaus para a atual temporada do time amazonense, enfrentou lesões, assistiu do banco de reservas gols e acabou se tornando uma espécie de "coringa" do técnico Wellington Fajardo

    Meia tem 2 gols ao longo da temporada pelo Manaus FC
    Meia tem 2 gols ao longo da temporada pelo Manaus FC | Foto: JanaÍlton Falcão/ Manaus FC

    Manaus - Após desembarcar no Amazonas para jogar no Manaus Futebol Clube (Manaus FC) no início de 2019, o meia Evair virou uma espécie de coringa do treinador Wellington Fajardo, entrando no decorrer dos jogos na maioria das vezes.

    Agora, às vésperas do último jogo do Campeonato Brasileiro da Série D, na final contra o Brusque (SC), o atleta vê surgir uma vaga no time titular. Com Hamilton e Rossini suspensos, é grande a possibilidade do jogador iniciar como titular na partida. O meia abriu o coração em encontro com a imprensa, confira:

    A última batalha de 2019

    Alternando o banco de reservas e o campo de jogo, o atleta se vê pronto para a grande final. "Eu vejo que venho trabalhando forte todo o tempo, esperando a minha oportunidade. Se o professor optar por mim saindo jogando, eu estou preparado, seja entrando no segundo tempo ou saindo jogando", revelou Evair.

    Para o meia, o sonho de jogar uma final move o atleta. "O jogador tem que estar sempre preparado. Todo jogador quer jogar uma final e, se entrar em campo, darei meu melhor", promete o meia.

    Coringa do elenco, o meia pode ser titular na final
    Coringa do elenco, o meia pode ser titular na final | Foto: Lucas Silva

    O Manaus FC chegou à final inédita em sua história, um marco para o futebol amazonense. A chance de um título em casa motiva o atleta. "Chegamos onde queríamos, chegamos a uma final. Precisamos manter o foco e fazer um bom jogo, para sairmos com o título", destacou. 

    Posição preferida 

    O meia é uma espécie de carta na manga de Fajardo, já tendo feito três posições diferentes no elenco. Para ele, o importante é estar em campo. "Eu prefiro jogar na minha posição de origem, no meio de campo, mas o importante é jogar, seja como lateral, ponta, onde ele me colocar eu ajudarei a equipe da melhor forma possível", argumentou Evair. 

    As lesões 

    O jogador sofreu com lesões e do banco de reservas assistiu a alguns gols. Para ele, o importante é o melhor para a equipe. "É bom estar bem. Infelizmente, tive a lesão, voltando e trabalhando forte, com as oportunidades surgindo. Domingo, se tiver oportunidade, darei meu melhor para sairmos campeões", comentou o atleta. 

    União do grupo 

    Quem acompanha os treinamentos do Manaus, percebe um clima de descontração entre os jogadores. Para Evair, esse é um dos diferenciais do elenco. "Nossa união vem de muito tempo, nosso grupo é muito bom, cada um busca apoiar o outro, que vem sendo o nosso diferencial. Estamos colhendo bons frutos após momentos conturbados, que passaram com a chegada do Fajardo", finalizou.

    Comentários