Fonte: OpenWeather

    Série B estadual


    Clubes começam a se movimentar pela Série B do Amazonense

    Clubes se preparam para o estadual, com 5 clubes confirmados até o momento

    Estadual terá duração de 2 meses, com clubes brigando pelo acesso a Série A
    Estadual terá duração de 2 meses, com clubes brigando pelo acesso a Série A | Foto: Divulgação

    O futebol não para do Amazonas. Após o fim da participação do Manaus Futebol Clube (FC) no Campeonato Brasileiro da Série D, os olhos dos amazonenses se voltam para a segunda divisão do estadual, que deverá ter início em outubro.

    Dos times que sinalizaram o interesse em participar da competição, o São Raimundo é o que possui maior destaque. Além dele, Tarumã e Cliper, que tentaram o acesso nas últimas edições, retornam para a disputa, juntamente com CDC Manicoré e a novidade do estadual, Amazonas Futebol Clube (FC) sinalizaram o interesse.

    Dos clubes aptos pelo regulamento a disputar a edição 2019 da segundinha do Estadual, apenas o Holanda Esporte Clube não havia se manifestado acerca da participação, ou não, desta edição do torneio.

    Rebaixados na Série A estadual de 2019, Rio Negro e Sul América, só estarão aptos a disputar a divisão de acesso em 2020, por conta do regulamento da competição.

    A competição

    De acordo com o calendário divulgado pela Federação Amazonense de Futebol (FAF), a segunda divisão do estadual terá início em 5 de outubro e seu termino será 7 de dezembro, com essas tendo as datas reservadas para o torneio. O conselho técnico da competição será no dia 30 de agosto, na sede da FAF.

    Para participar do torneio, era necessário ter permanecido como integrante da Série B do Campeonato Amazonense Profissional em 2018; ter sido rebaixado no Campeonato Amazonense de 2018; clubes que tenham se tornado profissionais e ainda não tenham disputado campeonatos ou não estar cumprindo punições pelo TJD/AM.

    Problemas a vista?

    Essa é a primeira competição do Amazonas Futebol Clube de forma oficial no futebol profissional, mas pode acabar sendo vetada, pois a equipe ainda busca obter as documentações necessárias na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para ser considerado um clube profissional e possa participar de sua primeira Série B do Amazonense.

    Comentários