Fonte: OpenWeather

    Chocante


    Vídeo: atleticano perde a mão após soltar sinalizador em aeroporto

    O artefato explodiu em uma das mãos, que foi totalmente dilacerada. As imagens são chocantes

    O homem foi socorrido por policiais militares | Foto: Felipe Rosa/Tribuna do Paraná

    As imagens do torcedor Wesley Pontes, de 38 anos, que perdeu a mão ao soltar um sinalizador no embarque do Athlético para Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, são de chocar qualquer um.

    Logo após soltar o sinalizador, o torcedor aparece sem a mão e pedindo socorro a outros torcedores. Primeiramente, o homem foi socorrido por policiais militares e posteriormente pela equipe médica do aeroporto. Em seguida, foi encaminhado ao Pronto-Socorro São José dos Pinhais.

    O policial Feltrin, que fez o primeiro atendimento, afirma que improvisou um torniquete para estancar a perda de sangue. “Ele acabou tendo a mão dilacerada. Foram prestados os primeiros atendimentos pela própria equipe policial com as técnicas de estancamento de hemorragia”, relatou à Tribuna do Paraná o PM. Um profissional da Infraero que preferiu não se identificar disse que o barulho do estouro assustou. "Foi um barulhão, todo mundo se assustou na hora", conta.

    O torcedor passou por uma cirurgia no Hospital São José dos Pinhais ainda na quarta-feira e deve passar por mais procedimentos. O estado de saúde dele é estável. Assista ao vídeo:

    | Autor: Divulgação
     

    Apoio

    Uma torcedora do internacional criou uma vaquinha para ajudar no tratamento de Wesley. A campanha passou a ser realizada por torcedores dos dois times, que se enfrentam na noite desta quarta-feira (18), na final da Copa do Brasil no estádio Beira-Rio.

    A campanha nas redes sociais é para que os torcedores depositem as doações diretamente na conta da mãe de Wesley.

    Para a família, o momento é de tristeza. A mãe do atleticano, Ana Pontes, conta que está agradecendo o apoio e a ajuda de todos.

    O hospital não passou detalhes sobre a cirurgia e nem a recuperação do paciente.

    Comentários