Fonte: OpenWeather

    Título inédito


    Athletico Paranaense é campeão da Copa do Brasil

    O Inter jogava em casa e precisava de uma vitória com dois gols de diferença, mas acabou perdendo a partida e o título por 2 a 1

    O Furacão abriu o placar com Cittadini e nos acréscimos Rony fez o gol do título | Foto: Diego Vara/Reuters

    Porto Alegre - O Club Athletico Paranaense é campeão da Copa do Brasil 2019. O Furacão venceu o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, e conquistou o título da competição. Léo Cittadini e Rony marcaram os gols do Rubro-Negro. 

    O Furacão abriu o placar com Cittadini, mas ainda na primeira etapa Nico López empatou. No segundo tempo, o time soube segurar a pressão e selou o título nos acréscimos, com gol de Rony após grande jogada de Marcelo.

    Dois gols ditam empate no primeiro tempo

    O time da casa, precisando do resultado, criou a primeira chance do jogo, com Nico López. Santos apareceu bem e colocou para escanteio.

    A primeira finalização do Furacão aconteceu aos 20 minutos, com Léo Cittadini, de fora da área. O goleiro Marcelo Lomba defendeu com tranquilidade.

    Se não deu certo no chute de fora da área, Cittadini invadiu como um centroavante para balançar as redes, três minutos depois. O contra-ataque foi muito bem trabalhado, Rony evitou a saída e partiu em velocidade, lançando Marco Ruben na área. O camisa 9 tocou para o meio, Léo Cittadini dominou de perna esquerda e bateu de direita para abrir o placar no Beira-Rio.

    Aos 30 minutos, o Internacional chegou ao empate. Depois de uma confusão dentro da área, a bola sobrou para Nico López, que marcou.

    Khellven assustou o goleiro colorado aos 41 minutos,  quando cobrou escanteio direto para o gol.

    O time da casa respondeu com Nico López. Ele fintou a defesa e chutou, mas Santos caiu no canto esquerdo e fez a defesa.

    Um cruzamento de Patrick assustou a defesa athleticana aos 46 minutos. A bola passou por toda a extensão da grande área.

    Gol do título nos acréscimos

    Aos oito minutos do segundo tempo, Sóbis cobrou falta e Santos ficou com a bola, em uma boa defesa.

    O Inter ainda tentou mais duas vezes nos primeiro 20 minutos da segunda etapa, ambas de fora da área e sem perigo para Santos.

    A primeira grande chance do Athetico foi com Marcelo, após cruzamento de Rony pela a esquerda, o camisa 10 tocou de cabeça, mas a bola passou raspando a trave esquerda de Lomba.

    Nos acréscimos, Rony fez boa jogada, deixou a marcação para trás e tentou o toque para Marcelo, livre na área que não finalizou porque foi interceptado pela defesa do Colorado. 

    Marcelo fez uma jogada na linha de fundo, dando uma caneta de letra em Edenilson, mais um corte no defensor e cruzou para Rony que só empurrou para o fundo da rede  para consagrar o Athletico campeão da Copa do Brasil pela primeira vez na sua história. 

    *Com informações da assessoria 

    Comentários