Fonte: OpenWeather

    Série B estadual


    Em busca do retorno à elite do 'Barezão', Tufão revela nova camisa

    O novo uniforme do time da colina, o São Raimundo, homenageia os povos do Amazonas

    O novo uniforme do clube foi revelado por meio das redes sociais
    O novo uniforme do clube foi revelado por meio das redes sociais | Foto: Divulgação

    A Série B inicia esta semana, com os clubes intensificando seus preparativos para a competição local. Na última terça (8), o Tufão da Colina anunciou, nas redes sociais, os uniformes para a Segunda Divisão do Campeonato Amazonense.

    Segundo a postagem, a camisa #TimeDoPovo, campanha criada pelo clube para a competição, representa as origens do São Raimundo E.C. Localizado em uma das mais antigas periferias de Manaus, o bairro do São Raimundo - que foi ocupado por indígenas, nordestinos, ribeirinhos do interior amazônico e afrodescendentes.

    Em homenagem ao povo, o novo manto simboliza essa origem humilde por meio das palafitas tão comuns nos bairros São Raimundo, Santo Antônio, Glória, Compensa e outros, sendo base para sustentar o Estádio da Colina.

    A camisa do São Raimundo, que será utilizada na Série B, custará R$ 89,90 e estará à venda no estádio da Colina, no sábado (12), na estreia da equipe na Série B do Estadual. O clube encara o Cliper, a partir das 18h, em sua luta pelo acesso.

    Para a Série B, o "Tufão da Colina" irá com três goleiros, quatro zagueiros, quatro laterais, oito meias e cinco atacantes. Dos 23 atletas anunciados para o torneio, sete foram formados nas categorias de base do clube. Os outros atletas foram indicados pela direção técnica do clube.

    Elenco

    Os jogadores que irão compor o time na Série B são os goleiros Jonathan, Guanair Jr e Wanderlan, os zagueiros Elton, Rondinelli, Thiago Brandão e Cleyton, os laterais Felipe Leite, Tubarão, Igor e Emerson, os volantes: Juninho, Roberto Dinamite, Tiago Amazonense, Borel, os Meias: Dadinho, Nathan, Thiago Bigo e Paulo Sérgio e os atacantes: Romarinho, Ray, Denis Maranhão, Marinho e Jefferson Macarrão.

    Comentários