Fonte: OpenWeather

    Copa Portal do Rugby


    GRUA, time amazonense, está na semifinal de torneio virtual de rugby

    O GRUA, time amazonense de rugby, está na semifinal da Copa Portal do Rugby, torneio virtual para movimentar a comunidade durante a pandemia

    GRUA enfrenta o Serigy Rugbi, de Sergipe, na semifinal desta sexta-feira (8)
    GRUA enfrenta o Serigy Rugbi, de Sergipe, na semifinal desta sexta-feira (8) | Foto: Viviane Costa/ Divulgação GRUA

    Manaus - O Grupo de Rugby da Universidade Federal do Amazonas (GRUA) venceu mais uma disputa e está na semifinal da Copa Portal do Rugby, torneio virtual com 96 times para movimentar o mundo do rugby durante a pandemia do coronavírus. As votações acontecem nesta sexta-feira (8), das 9 da manhã até 19h (horário de Manaus).

    Para movimentar a comunidade, que engloba tanto torcedores, quanto praticantes da modalidade, o Portal do Rugby deu início à copa no dia 24 de abril, com times que disputaram competições oficiais em 2019. Organizados em 35 grupos, cada time encara um duelo, por meio de votações em enquetes no Instagram, com dez horas de duração.

    O GRUA está entre os principais times do Amazonas, tanto que é heptacampeão de Rugby na modalidade Union (ou XV), pentacampeão masculino e tricampeão feminino na modalidade Sevens (ou de sete) do Norte. O time começou no grupo 25 e está entre os quatro semifinalistas, após derrotar o Maricá Rugby (RJ). 

    "Essa movimentação é muito positiva, inclusive foi além da perspectiva esperada pelos idealizadores. Enquanto clube, é positivo porque traz movimentação com esse torneio. Nós, praticantes, somos apaixonados por competições e ficar parados nos causa tristeza. Então, o campeonato veio para abalar todas as estruturas", afirma Patrícia Barroso, de 25 anos, treinadora do time feminino do GRUA.

    Nas quartas de finais, o Portal do Rugby anunciou recorde na participação do público nas votações, superando a marca de 11 mil visualizações em algumas disputas. Para Patrícia, que é formada em Educação Física, o alto engajamento chega como uma surpresa para os membros da equipe. Segundo ela, eles estão fazendo um "trabalho de formiguinha" para trilhar o caminho até à final, que acontece no próximo domingo (10).

    "O rugby se fundamenta em valores, mas nenhum time é obrigado a demonstrar torcida pelo outro, mas muitos times da região Norte estão fazendo campanhas para o GRUA. Então é muito legal e muito surpreendente ver times, inclusive do Pará, fazendo campanhas e manifestando apoio", explica a treinadora.

    Praticante da modalidade há quatro anos, Patrícia destaca que, além da integração da comunidade em um momento de isolamento social, o momento também possibilita com que os torcedores do GRUA sintam-se parte integrante e ativa do time, já que são eles quem decidem as disputas. "Penso que isso tudo vai refletir positivamente no campo, quando esse tempo obscuro amenizar", afirma Barroso.

    "Queremos expressar o sentimento de gratidão por todos que estão se engajando em votar. É uma coisa simples, mas que traz um grande impacto para o rugby do Amazonas. A modalidade não é muito difundida no Norte, então eu gostaria de pedir, em nome do GRUA, para que as pessoas possam empurrar conosco esse Scrum, para beneficiar tanto o time, quanto o esporte na região", completa.

    Comentários