Fonte: OpenWeather

    Taça Rio


    Fluminense vence Flamengo e é campeão da Taça Rio

    No Maracanã de portões fechados e milhões de internautas na torcida, o Fluminense venceu o Flamengo na disputa de pênaltis por 3 a 2, após um empate em 1 a 1 nos 90 minutos, e levantou a Taça Rio

     

    Na disputa por pênaltis, o Fluminense levou a melhor por 3 a 2 e ficou com o título da Taça Rio.
    Na disputa por pênaltis, o Fluminense levou a melhor por 3 a 2 e ficou com o título da Taça Rio. | Foto: Reprodução

    Rio de Janeiro -  No Maracanã de portões fechados e milhões de internautas na torcida, o Fluminense venceu o Flamengo na disputa de pênaltis por 3 a 2, após um empate em 1 a 1 nos 90 minutos, e levantou a Taça Rio nesta quarta (8).

    Este resultado força a realização de mais dois jogos para decidir quem ficará com o título de Campeão Estadual.

    Como já havia conquistado a Taça Guanabara e também somou o maior número de pontos na fase de grupos, a equipe de Jorge Jesus poderia se sagrar bicampeã carioca e levar o 36º título carioca para a Gávea. Entretanto, o futebol resolveu prorrogar esse torneio, que foi marcado pela pandemia, pelo retorno ou não da competição e pelas disputas sobre os direitos de transmissão dos jogos, alterados a partir da Medida Provisória 984.

    Dentro do campo, durante os 90 minutos, as equipes empataram em 1 a 1. Com mais marcação, o Fluminense começou melhor e saiu na frente com gol de cabeça do lateral Gilberto aos 37 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, aos 32, Pedro, também de cabeça, escorou cruzamento da esquerda e empatou o placar.

    Com a igualdade no marcador ao final dos 90 minutos, a disputa foi direto para as penalidades. Nas cobranças, melhor para a pontaria e para o goleiro do tricolor. O zagueiro Léo Pereira chutou para fora e Muriel defendeu os chutes de Willian Arão e Rafinha. Já Hudson e o uruguaio Michel desperdiçaram para o Flu.

    Leia mais Esporte: www.emtempo.com.br/esporte

    Fla x Flu no tapetão

    Mais cedo Flamengo e Fluminense também duelaram nos tribunais esportivos sobre quem teria do direito de transmitir a partida pelo Youtube, pois a Rede Globo, alegando quebra de contrato, desistiu de exibir as partidas finais do Carioca. Pela recém-publicada Medida Provisória 984, de 18 de junho, o direito de transmissão é de exclusividade do mandante do jogo.

    Nesta final, em sorteio na Ferj, o Flu ganhou esta condição. O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) então foi acionado e liberou o canal do Flamengo no Youtube para também exibir a decisão. A sentença saiu quatro horas antes do início da partida, mas o Flu ainda teve tempo de recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para garantir a exclusividade da transmissão.

    Como resultado, a live do Fluminense em seu canal no Youtube chegou a ter mais de 3,5 milhões de visualizações simultâneas, um recorde no mundo na plataforma de streaming.

    O jogo

    O Fluminense começou a partida querendo surpreender e com um minuto Nenê arriscou sem perigo para Diego Alves. No entanto, logo o Flamengo passou a ter o domínio da posse de bola, mas parava na boa marcação tricolor.

    Somente aos 24 minutos, uma das equipes chegou com perigo no Maracanã. Após bate e rebate, a bola ficou com Gilberto, que cabeceou em cima de Diego Alves para desperdiçar boa chance para o Fluminense. O Flamengo respondeu em seguida, em chute de Arrascaeta sobre o travessão.

    Aos poucos, o Fluminense conseguiu impedir os avanços do Flamengo e passou a roubar mais bolas no meio. Os tricolores quase marcaram aos 35 minutos, quando Yago pegou a sobra, mas chutou pela linha de fundo.

    Só que aos 37 minutos, o Fluminense abriu o placar no Maracanã. Após cruzamento, Marcos Paulo desviou e Gilberto cabeceou no canto, sem chance para Diego Alves.

    Nos minutos finais, o Flamengo tentou esboçar uma pressão, mas seguiu parando na marcação do Fluminense. Assim, os tricolores mantiveram a vantagem até o intervalo.

    No segundo tempo, os rubro-negros aumentaram o ritmo e passaram a controlar mais a partida. Mesmo ainda tendo dificuldade, os flamenguistas tiveram boa chance aos nove minutos. Bruno Henrique aproveitou cruzamento e cabeceou para boa defesa de Muriel.

    O Fluminense recuou ainda mais e busca os contra-ataques, sem sucesso. Já o Flamengo quase empatou aos 19 minutos. Gerson aproveitou cruzamento e cabeceou sozinho, mas pela linha de fundo. Depois, foi a vez de Gabigol obrigar Muriel a grande defesa após nova bola levantada na área.

    O Fluminense só criou boa chance na etapa final aos 30 minutos. Caio Paulista arriscou da entrada da área e a bola passou perto, mas sobre o travessão. Mais uma vez, a resposta rubro-negra veio em seguida, em chute de Gabigol que parou em Muriel. De tanto insistir, o Flamengo empatou em mais um cruzamento. Filipe Luís levantou para Pedro cabecear para a rede.

    Na parte final, os jogadores do Fluminense pareciam cansados. Com isso, o Flamengo aumentou a pressão em busca da virada. Os rubro-negros quase marcaram o segundo aos 38 minutos. Bruno Henrique aproveitou cruzamento e cabeceou para o gol. No entanto, Hudson apareceu em cima da linha para salvar os tricolores.

    Nos acréscimos, o Flamengo teve a última chance para marcar, com Diego. O meia chutou de fora da área e Muriel fez defesa segura para levar a decisão para os pênaltis.

    Na disputa por pênaltis, o Fluminense levou a melhor por 3 a 2 e ficou com o título da Taça Rio.

    Leia mais:

    Fluminense anuncia transmissão gratuita de final contra o Flamengo

    Fluminense faz primeiros testes de Covid-19 em jogadores

    STJD adia jogo do Botafogo, mas Fluminense segue tabela da Ferj



    Comentários