Fonte: OpenWeather

    Luto no esporte


    Mundo dá adeus ao ídolo do futebol Diego Maradona

    Artistas, atletas e outras celebridades prestaram homenagens a Maradona que deixa uma história marcada pela certeza de que Maradona foi um dos gênios das arenas

    Maradona é um ídolo do futebol
    Maradona é um ídolo do futebol | Foto: AFA

    A notícia da morte de Diego Maradona por uma parada cardiorrespiratória, aos 60 anos, pegou o mundo de surpresa nesta quarta-feira (25). O ídolo ovacionado por muitos, superado por poucos, dono de polêmicas e eterno rival do Brasil, na comparação com Pelé, fez com que as informações sobre a trágica notícia se tranformassem em homenagens e a constatação de que o ídolo argentino era um dos gênios do futebol mundial, raridade que poucas vezes se vê em campo.

    Artistas, atletas e outras celebridades prestaram homenagens ao jogador. Leonel Messi, considerado como seu sucessor no futebol argentino, postou mensagem nas redes sociais e disse ser um dia triste para o esporte. "Ele nos deixa, mas ele não vai embora porque o Diego é eterno", disse o jogador do Barcelona, que também defende a camisa da Seleção Argentina. 

    Messi diz que Diego é eterno
    Messi diz que Diego é eterno | Foto: Reprodução

    Ao falar em rivalidade, Pelé também comentou sobre a morte do jogador. Ele afirmou que Maradona era seu amigo e uma lenda do esporte. "Um dia, espero que possamos jogar bola juntos no céu", comentou o eterno rei. 

    Os argentinos defendem até hoje que Maradona conquistou praticamente sozinho a copa de 1986, no México. Se isso é fato ou não, não é difícil de relacionar a subida de qualidade do time argentino com sua atuação dentro de campo. 

    Neymar publicou uma foto de Maradona segurando a taça da Copa do Mundo. "O futebol te agradece. Você deixou o seu legado. Descanse em paz, lenda"

    Marta, a melhor jogadora de futebol do mundo disse estar arrasada, triste e chocada com a notícia da morte do ídolo.

    "Perdemos um dos deuses da bola, uma lenda histórica e de âmbito mundial, que inspirou a todos nós, profissionais da bola. Gratidão e honra de ter conhecido você, meu rei, hermano", disse nas redes sociais.

    La Mano de Dios- A mão de Deus

    O gol é relembrado como um dos mais importantes na carreira de Diego
    O gol é relembrado como um dos mais importantes na carreira de Diego | Foto: Bob Thomas/Getty Images

    Impossível é dizer algo de Maradona e não lembrar do polêmico gol que ele chamava de "La mano de Dios". O gol é um dos mais lembrados e foi marcado na Copa do Mundo de 1986, aos seis minutos do segundo tempo. O gol de mão foi de Maradona e a vitória da Argentina. 

    Ele saiu correndo, comemorando e pediu para que os outros jogadores fizessem o mesmo, antes que o árbitro invalidasse o gol histórico. No final da partida, Maradona, como polêmico que era, soltou: "Marquei um pouco com a cabeça e um pouco com a mão de Deus". 

    Problemas com drogas e na saúde

    O gênio do esporte nem sempre fugia das polêmicas envolvendo drogas e falas. Em outubro de 2018, Diego aparecia em imagens que o mostravam  quase curvado ao lado de seu assistente técnico no Dorados de Sinaloa, da segunda divisão mexicana, Luis Islas. 'El Pibe' tinha o passo demorado, o que estaria mais relacionado a alguma debilidade que ao excesso de peso. Desde que estreou pelo Dorados, o ex-jogador demonstrou dificuldade no seu movimento de quadril e não apresentava boas condições físicas, embora os médicos não confirmem qualquer tipo de problema. 

    No dia 3 de novembro deste ano foi operado de um hematoma subdural, um coágulo de sangue no cérebro. Maradona foi "sedado para ajudar a facilitar o processo" de abstinência.

    "Diego é muito difícil, muito difícil", acrescentou. "Vocês não conseguem imaginar. Estamos tentando ser mais fortes do que ele.", disse a equipe médica do atleta após a operação. 

    Polêmicas

    Outra polêmica do craque foi a revelação de que o cartola Júlio Grondona, que dirigiu a Associação de Futebol Argentina (AFA) até morrer, em 2014, teria negociado o resultado da Copa de 1990.

    Na ocasião, a Argentina perdeu da Alemanha por um a zero, após o juiz mexicano Edgardo Codesal apitar um pênalti controverso, em favor dos alemães, no final do segundo tempo. "Grondona, na final do mundial de 1990, me disse 'até aqui chegamos' e que estávamos entregues", afirmou o craque.

    Outra polêmica repercutida no Brasil relacionada ao ídolo, ocorreu no mundo politico no Brasil, em 2016, quando ele apareceu nas redes sociais apoiando Lula e Dilma nas eleições presidenciais. Ele dizia ser "Um soldado de Lula e Dilma Rousseff". Consequentemente, a postagem ganhou repercussão mundial. 

    A polêmica foi durante as eleições
    A polêmica foi durante as eleições | Foto: Reprodução

    Leia mais:

    'Berinja' e 'The Imortal' representam o Brasil no octógono do UFC 15

    Prefeito de Manaus diz que Maradona foi um dos maiores do mundo

    Comentários