Fonte: OpenWeather

    Racismo no futebol


    Ao gritar ‘Cala a boca negro’, jogador do Bahia é afastado por racismo

    A acusação foi registrada na súmula do jogo deste domingo (20)

    Ramirez nega a acusação
    Ramirez nega a acusação | Foto: Reprodução

    Após o jogo deste domingo (20) entre Bahia e Flamengo, a equipe baiana anunciou que o meia-atacante Índio Ramírez, foi afastado por acusações de racismo contra o volante do time carioca, Gerson. Segundo o flamenguista, o meia-atacante colombiano teria dito a ele: "Cala a boca, negro". 

    O Bahia, em nota, cita que Ramírez nega a acusação e que "a ele está sendo dada a oportunidade de se defender de algo tão grave". O clube afirma, porém, ser "indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza". Ainda segundo o comunicado, o presidente Guilherme Bellintani "ligou para Gerson a fim de prestar solidariedade".

    A acusação foi registrada na súmula do jogo, apesar de o árbitro Flavio Rodrigues de Souza afirmar não ter presenciado o episódio. 

    Veja a nota do clube baiano:

    O jogador do Flamengo também se pronunciou sobre o assunto:

    Leia mais:

    Pelé homenageia Messi por igualar recorde de gols em mesmo clube

    Flamengo vence o Bahia por 4 a 3 por jogo dramático

    Comentários