Fonte: OpenWeather

    Famosos


    Pai de Neymar rejeita criação de "Lei Neymar da Penha"

    O deputado Carlos Jordy protocolou um projeto de lei inspirado na acusação de estupro contra o jogador Neymar Jr., o projeto foi batizado de “Neymar da Penha"

    Neymar pai agradece, mas recusa projetos de lei em nome do filho
    Neymar pai agradece, mas recusa projetos de lei em nome do filho | Foto: Divulgação

    Nesta quinta-feira (6), o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) protocolou um projeto de lei que agrava a pena de denunciação caluniosa de crimes contra a dignidade sexual. Inspirado na acusação de estupro contra o jogador Neymar Jr., o projeto foi batizado de “Neymar da Penha”.

    Em seu perfil no Instagram, o deputado reiterou a importância do projeto. "O PL 3369/19, que endurece a pena de denunciação caluniosa em caso de crimes contra a dignidade sexual, está sendo batizado de lei Neymar da Penha. Independente do nome, serve para coibir condutas inconsequentes de pessoas que podem prejudicar a vida de inocentes", afirmou.

    O pai de Neymar também usou suas redes sociais para agradecer a preocupação e o apoio de todos, mas deixou claro que quer apenas que a justiça seja feita. "Agradecemos imensamente o apoio de todos e compreendemos a boa intenção da iniciativa de projeto de lei. Mas, a única coisa que queremos nesse momento é justiça. Ver uma lei ser feita em nome do meu filho, por conta desse lamentável episódio, não me deixa nada feliz", escreveu ele. 

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Najila Trindade nega tentativa de extorsão contra Neymar

    CBF oferece assessoria jurídica a Neymar após acusação de estupro

    Comentários