Fonte: OpenWeather

    Atriz


    ‘Bruxa do 71’ fez parte de guerrilha armada contra ditador

    Angelines Fernández fez questão de lutar lado a lado da resistência pela liberdade do seu povo

    Angelines Fernández
    Angelines Fernández | Foto: Divulgação

    A atriz que encarnou o papel de Dona Clotilde por muitos anos, lutou contra o fascismo espanhol durante a segunda Guerra Mundial. Angelines Fernández, que tinha apenas 14 anos quando o ditador Francisco Franco tomou o poder durante a guerra civil espanhola em 1936, fez questão de lutar lado a lado da resistência pela liberdade do seu povo.

    Angelines perdeu a luta contra o câncer em 1994, mas deixou um legado gigantesco para sua família e fãs, e não só artisticamente falando. Angelines  era uma jovem idealista e indignada com a pobreza do país e não achou certo ficar calada diante de tanta atrocidade.

    Acabou dividindo seu tempo entre os palcos e à luta secreta contra os nazifascistas. Porém, seu nome acabou sendo divulgado e a atriz foi perseguida por sua atividade política.

    "Por atuar nas guerrilhas espanholas, minha mãe foi tachada como antifranquista. Ela precisava sair da sua terra natal, visto que sua vida ficaria cada vez mais difícil", contou sua filha, Paloma Fernández, em entrevista a um jornal mexicano em 1999.

    Angelines fugiu para Cuba para ser mais uma dos meio milhão de pessoas mortas pelo regime ditador de Franco. A atriz chegou a fazer alguns trabalhos na terra de Castro, até que recebeu um convite do humorista mexicanos Cantiflas, para trabalhar no México.

    Angelina foi sinônimo de beleza e elegância no país e era disputada para papéis principais nas famosas novelas mexicanas. Mas foi ao lado de Roberto Bolaños, que ela estourou de vez. O artista conseguiu transformar uma das atrizes consideradas mais lindas na época em uma solteirona horrorosa. Nascia então, Dona Clotilde, a Bruxa do 71.

    Enquanto era viva, a atriz dizia que amava trabalhar no programa, mas que tinha ressentimento que o público infantil a detestava porque tinha medo de aproximar achando que ela era realmente uma bruxa.

    Angelines nunca mais voltou para sua terra natal, Espanha, mas viu de longe, feliz da vida, a ditadura de Franco cair em 1975. A filha da atriz disse, que apesar de amar seu país, sua mãe adotou o México como seu lar e nunca teve intenção de voltar para a Espanha.

    Leia mais: 

    Confira os filmes e séries mais vistos na Netflix em 2020

    Namorado da mãe de Neymar é flagrado em site de prostituição

    Roberta Miranda anuncia live no estilo junino no próximo sábado (13)

    Comentários