Fonte: OpenWeather

    Violência Escolar


    Alunas promovem "UFC" em escola na Compensa e vão parar na web

    O confronto ocorreu na Escola Estadual Benjamin Magalhães Brandão, zona oeste de Manaus.

    | Foto: Reprodução

    Manaus - Um vídeo que mostra uma briga entre alunas da rede estadual de Educação tem circulado nas redes sociais. No registro, é possível ver as duas meninas entram em confronto dentro da sala de aula, enquanto os demais colegas incentivam o ato violento. O flagra teria sido feito na quarta-feira (4), na Escola Estadual Benjamin Magalhães Brandão, bairro Compensa, zona oeste de Manaus. 

    De acordo com testemunhas, as duas alunas já tinham uma rixa antiga e se agrediram fisicamente durante o intervalo da aula. A agressão se deu com chutes, socos e empurrões. Os demais alunos assistiram à situação com gritos, risadas e incentivos.

    Em nota, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) informou que a gestão da instituição de ensino identificou as alunas envolvidas e notificou os pais, que compareceram à unidade escolar nesta quinta-feira (05). As duas adolescentes serão transferidas, medida tomada com base no regimento da escola, já que as estudantes apresentaram mau comportamento no ambiente escolar.

    Além disso, a secretaria ressaltou que zela pela segurança e integridade dos alunos, oferecendo orientações aos gestores e atuação de equipes multidisciplinares compostas de psicólogos e assistentes sociais dentro do ambiente escolar, a fim de favorecer o desenvolvimento educacional.

    Veja vídeo:

    O flagra teria sido feito na quarta-feira (4), na Escola Estadual Benjamin Magalhães Brandão | Autor: Divulgação
     


    Índices

    A violência é um desafio perene nas instituições de ensino. Segundo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), no mundo inteiro, cerca de 150 milhões de adolescentes na faixa etária de 13 a 15 anos são vítimas de violência pelos colegas de aula.

    No Brasil, dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense, 2015), do IBGE, apontam que 5,7% dos estudantes se envolveram em brigas na qual alguém usou alguma arma de fogo, enquanto 7,9% declararam ter se envolvido em alguma briga com arma branca.

    O percentual é maior entre meninos (10,6%) do que entre meninas (5,4%). E é maior entre estudantes da rede pública, 8,4%, do que entre aqueles da rede privada, 5,3%. 

    Comentários