Fonte: OpenWeather

    Estratégia


    Mercedes-Benz amplia domínio no mercado brasileiro de ônibus

    Experimentação de produtos e tecnologias ajuda a montadora a ampliar predomínio nesse segmento

    Mercedes-Benz O 500 RS | Foto: Divulgação

    Há décadas, a Mercedes-Benz lidera com folgas o mercado brasileiro de ônibus – mas não está nem um pouco acomodada com essa situação favorável. Na soma dos dois primeiros meses de 2019, a marca da estrela de três pontas vendeu 1.481 unidades, um aumento de 50% sobre o mesmo intervalo do ano passado (1.007).

    Com isso, a empresa alcançou nada menos que a metade das vendas totais brasileiras no segmento acima de 8 toneladas de PBT (peso bruto total). “Cerca de 80% do volume vendido no primeiro bimestre do ano foi para renovação e ampliação de frota do transporte coletivo. São 817 urbanos, com liderança de 73% na categoria, e 373 micros, também líder, com mais de 43% de participação no bimestre”, relata Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

    A marca alemã também manteve o primeiro lugar nas vendas de ônibus rodoviários no acumulado de janeiro e fevereiro, com 110 unidades emplacadas e 46% de “market share”.

    As ações de demonstração de ônibus promovidas pela Mercedes-Benz junto às operações reais das empresas de transporte tem colaborado com os bons resultados. Para isso, foi criada uma frota de 21 ônibus de diversas configurações, que cumprem “temporadas de demonstração” nos clientes potenciais para que possam conhecer e experimentar na prática as tecnologias disponíveis nos chassis da marca.

    Divulgação

    Uma dessas “temporadas de demonstração” resultou na aprovação do superarticulado O 500 MDA em Curitiba (PR). Depois de um mês de uso do veículo, a Viação Cidade Sorriso, do Grupo Gulin, adquiriu seis unidades do modelo para renovação de frota. A Auto Viação Redentor, do mesmo grupo, somou duas unidades do superarticulado ao seu plantel.

    As duas empresas utilizam o ônibus nas vias dos sistemas Alimentador, Convencional, Interbairros e Linha Direta de Curitiba. “O superarticulado O 500 nos convenceu pelos bons resultados em termos de custo operacional. Isso nos oferece previsibilidade de reposição e manutenção e possibilita fazer a intercambialidade de peças.

    Nossos motoristas também ficaram satisfeitos com o fato de o veículo ser mais silencioso, pela localização do motor na traseira”, revela Eduardo Tows, gerente de manutenção da Viação Cidade Sorriso.

    O gerente destaca ainda que a ação de demonstração e o suporte da fábrica reforçam mais o relacionamento da viação e do Grupo Gulin com a montadora. “O superarticulado ganhou um comprimento total de 21 metros, para atender à exigência do sistema de transporte coletivo urbano de Curitiba”, complementa.

    Divulgação

    Em 2018, as demonstrações de ônibus estiveram mais focadas nos modelos urbanos. Este ano, a ideia é dar prioridade aos modelos rodoviários. Entre as tecnologias oferecidas nos ônibus rodoviários da Mercedes com motor OM 457 e presentes na frota de demonstração está o pacote Full Eficiency, que segundo a marca proporciona uma economia de até 8% no consumo de diesel.

    Outra novidade recente dos chassis rodoviários O 500 RSDD 8x2 é que os sistemas de controle eletrônico de estabilidade (ESP) e sistema eletrônico de freios (EBS) passam a estar disponíveis também para os ônibus com freios a tambor – que são a opção preferencial de alguns frotistas que operam em trajetos muito abrasivos. A combinação de ESP e EBS com freios a tambor também ampliará o portfólio dos chassis rodoviários O 500 RS e RSD, que têm a opção de freios a disco.

    “Com a evolução do mercado e das nossas vendas, o O 500 RSDD deixou de ser um produto de nicho, passando a atender a um segmento em crescimento, especialmente para médias e longas distâncias e turismo de luxo. Projetamos maior volume de vendas este ano, e as demonstrações práticas nos ajudam a divulgar as qualidades e os diferenciais desse produto top de linha do nosso portfólio de ônibus”, lembra Barbosa.

    O chassi O 500 RSDD 8x2 de quatro eixos é indicado para carrocerias de 14 ou 15 metros de comprimento, nas configurações Double Decker (ônibus de dois pisos com assentos para passageiros) e High Decker (piso superior com assentos e inferior exclusivo para bagagens).

    Leia mais: 

    Buggy 100 elétrico fabricado no Brasil é apresentado

    Teste Ford Ka 1.0 se tem o que se espera de um primeiro carro

    Peugeot apresenta o Concept 508 Peugeot Sport no salão de genebra

    Comentários