Fonte: OpenWeather

    Volkswagen


    Pretensão esportiva: modelo alemão chega ao Brasil neste mês

    A Volkswagen importa do México para o Brasil a configuração GLI do Jetta, com preço de R$ 144.990

    Volkswagen Jetta GLI chega ao Brasil neste mês. | Foto: Divulgação

    Pela primeira vez, a Volkswagen oferece no Brasil o Jetta GLI, que começa a ser vendido na rede de concessionárias neste mês de junho. Importada do México, a configuração GLI é uma reconexão da marca alemã com o consumidor brasileiro com predileção por um modelo da linha GTI – sigla ligada ao hatchbacks esportivos da Volkswagen – ou GTS – associada aos esportivos intermediários – dos anos 80 e 90.

    A nomenclatura GLI (Injection Luxo Grand) nasceu na década de 80 nos Estados Unidos como parte da estratégia de vendas da Volkswagen no mundo e se refere aos modelos topo de linha da gama, em uma tentativa de trazer o apelo dos GTI ao segmento dos sedãs mais refinados.

    A família Jetta ocupou em maio deste ano a quarta posição em seu segmento, com 829 unidades vendidas no país, bastante atrás do Toyota Corolla (5.182), do Honda Civic (2.954) e do Chevrolet Cruze (1.470). O preço sugerido para a nova versão é R$ 144.990 – ou seja, não será um carro muito fácil de se ver pelas ruas.

    O sedã acelera de zero a 100 km/h em 6,8 segundos e pode chegar à máxima de 250 km/h.
    O sedã acelera de zero a 100 km/h em 6,8 segundos e pode chegar à máxima de 250 km/h. | Foto: Divulgação

    O Jetta GLI é equipado com motor 2.0 ETI 350 TSI (turbo) de 230 cavalos de potência de 4.700 a 6.200 rotações por minuto e torque de 35,7 kgfm na faixa de 1.500 a 4.600 giros, associado à transmissão DSG, de dupla embreagem, com 6 marchas. Segundo as informações da Volkswagen, o sedã acelera de zero a 100 km/h em 6,8 segundos e pode chegar à máxima de 250 km/h. Ainda de acordo com a marca, o modelo tem a chamada velocidade progressiva, que permite ao motorista contornar curvas com menor movimento do volante.

    A proposta da equipe de design foi deixar o modelo com uma aparência mais baixa, na tentativa de dar a essa versão do Jetta um perfil próximo ao de um legítimo sedã esportivo – na verdade, é apenas um centímetro mais baixo que o Jetta 250 TSI. O GLI tem 4,70 metros de comprimento, 1,79 metro de largura, 1,47 metro de altura e 2,68 metros de entre-eixos.O porta-malas tem capacidade para 510 litros e as rodas são de 18 polegadas com pneus 225/45 R18 – na versão TSI são 205/55 R17. No visual, a configuração se diferencia das demais pela frente com elementos em estilo colmeia da grade do radiador e por um nada discreto friso horizontal vermelho que une os faróis em full-led.

     Apliques em vermelho presentes nas costuras dos bancos, do volante e dos tapetes se esforçam para conferir esportividade ao ambiente.
    Apliques em vermelho presentes nas costuras dos bancos, do volante e dos tapetes se esforçam para conferir esportividade ao ambiente. | Foto: Divulgação

    O interior do Jetta GLI traz a forração do teto, das colunas, das portas, dos painéis e dos bancos em tom escuro, deixando detalhes cromados no volante (o mesmo do GTI, com base reta), nas capas dos pedais e nas soleiras das portas. Apliques em vermelho presentes nas costuras dos bancos, do volante e dos tapetes se esforçam para conferir alguma esportividade ao ambiente.

    Em termos de conectividade, a versão traz o sistema de infoentretenimento Discover Media com tela de 8 polegadas e espelhamento para smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e navegação integrada.

    Construído sobre a Estratégia Modular MQB, o sedã esportivo conquistou cinco estrelas (pontuação máxima) nos testes de colisões frontal, lateral e de sobreposição nos testes feitos pelo National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) - órgão de segurança automotiva dos Estados Unidos.

    Vêm de fábrica seis airbags (dois na frente, dois laterais e dois do tipo cortina), bloqueio eletrônico do diferencial, sistema start/stop e Fracionamento de Manobra. O sistema de freios fornece as tecnologias de pressão hidráulica (EBD) e de resistência hidráulica à frenagem (HBA), além de freio de estacionamento eletrônico com acionamento por meio de botão e da função Auto Hold.

    A configuração GLI conta com volante multifuncional em couro com “paddles shifts” de mudanças de marchas sequenciais, bancos de couro com regulagem elétrica e sistema de aquecimento – o do motorista tem novas opções de memória e dispositivos de seleção do perfil de condução e iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades.

    O modo de direção “Eco” evidencia a economia de combustível, o “Normal” mantém os ajustes padrão de fábrica, o “Sport” realça a “tocada” mais esportiva e, com o “Individual”, o motorista pode escolher os parâmetros de direção, transmissão e outros assistentes de condução conforme sua preferência para dirigir.O teto solar do Jetta GLI ocupa a metade da área da capota do veículo. O novo sedã é importado do México em três cores sólidas, duas metálicas e uma perolizada, e chega ao Brasil com garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Honda CB twister: a urbana multiuso com menor consumo de energia

    Carros: últimas novidades das máquinas incríveis da seção CarMais

    Comentários