Fonte: OpenWeather

    TranspoNews


    Caminho das pedras: Volvo CE oferece novos caminhões no Brasil

    Depois do R100E, o R70D chega para complementar a linha de caminhões rígidos fora-de-estrada Volvo CE

    Além do Brasil, a nova máquina será oferecida inicialmente para Chile, Colômbia, Peru e Argentina | Foto: Divulgação

    Nas mineradoras e pedreiras, há serviços de transporte tão pesados que vão além da capacidade dos caminhões extrapesados convencionais. Para essas aplicações específicas existem os caminhões rígidos fora-de-estrada, com capacidades de 60, 70 e até cem toneladas. A Volvo CE, divisão de equipamentos de construção da marca sueca, acaba de lançar na América Latina o R70D, que complementa a linha de caminhões rígidos da fabricante.

    Além do Brasil, a nova máquina será oferecida inicialmente para Chile, Colômbia, Peru e Argentina. “O R70D vem para contribuir com o aumento da produtividade no canteiro de obras. Seu papel é transportar grandes massas de materiais com velocidades médias elevadas”, diz Marcelo Magalhães, gerente de Key Accounts para a Volvo CE na América Latina.

    O trem de força proporciona altas capacidades de torque, bom desempenho em aclives e força de tração líder na classe
    O trem de força proporciona altas capacidades de torque, bom desempenho em aclives e força de tração líder na classe | Foto: Divulgação

    Desenvolvido na fábrica da Volvo CE na Escócia, que há 70 anos vem projetando e produzindo caminhões rígidos fora-de-estrada, o R70D tem capacidade para 65 toneladas e um design típico dos caminhões Volvo. É equipado com um potente motor de 770 cavalos e foi projetado para operações e projetos para os quais os custos e a segurança são essenciais. Tem uma relação peso-potência competitiva, capacidade de tração superior e distribuição de peso eficaz, como parte da estratégia da Volvo CE de se tornar um importante fornecedor de soluções para o setor de mineração.

    O novo caminhão tem um centro de gravidade baixo e vem equipado com uma caçamba e um chassi inteligentemente projetados. Funcionam em harmonia com a suspensão McPherson e uma suspensão dianteira baixa, além do novo sistema de direção de baixo esforço.

    O controle do trem de força e o torque são fornecidos pelo novo sistema Volvo Dynamic Shift Control
    O controle do trem de força e o torque são fornecidos pelo novo sistema Volvo Dynamic Shift Control | Foto: Divulgação

    O R70D chega à América Latina oito meses após o R100E, o caminhão rígido fora-de-estrada da Volvo CE com 95 toneladas de capacidade. Com tamanho e capacidade que o tornam o maior equipamento de transporte da Volvo, o R100E é impulsionado por um motor de 783 kW (1.090 cavalos), permitindo aos operadores atingirem as metas de produção rapidamente. O trem de força proporciona altas capacidades de torque, bom desempenho em aclives e força de tração líder na classe.

    O controle do trem de força e o torque são fornecidos pelo novo Volvo Dynamic Shift Control, sistema que adapta automaticamente os pontos de mudança de marcha, dependendo das condições de trabalho e da forma de condução. “O R100E é um importante aliado das empresas, diminuindo o custo total de propriedade e aumentando a produtividade de quem atua nesta área”, afirma Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE LA. 

    O R100E é voltado para aplicações de mineração a céu aberto e pedreiras
    O R100E é voltado para aplicações de mineração a céu aberto e pedreiras | Foto: Divulgação

    O R100E é voltado para aplicações de mineração a céu aberto e pedreiras, onde, devido aos grandes volumes de produção requeridos, os custos operacionais são fator-chave. Do assento do caminhão, o operador observa o local de trabalho e as áreas ao redor por meio de uma grande área envidraçada e do para-brisa de baixa inclinação. A boa visibilidade é complementada por um sistema de visualização em 360 graus do Volvo Smart View, que utiliza câmeras no exterior com ângulo ultra amplo, para produzir uma visão panorâmica.

    O sistema também reduz ou elimina colisões com outros objetos, diminuindo danos à máquina e aos pneus, particularmente quando em marcha a ré, pois permite que os operadores evitem os obstáculos no solo. O caminhão tem caçamba em forma de V com capacidade de 60,4 metros cúbicos para retenção ideal de carga e retorno mínimo de material. A Volvo oferece opcionalmente para o R100E o On-Board Weighing (OBW), um sistema integrado para garantir que a máquina transporte a carga útil ideal, otimize mais a produção e reduza os custos operacionais. 

    Comentários