Fonte: OpenWeather

    Saúde do Homem


    Pesquisa mostra o perfil de homens do Amazonas com câncer de mama

    O diagnóstico do câncer de mama masculino ocorre mais tarde se comparado ao feminino, de acordo com o médico especialista, saiba mais

    Antônio Carvalho disse que a pesquisa para elaboração do artigo envolveu a análise de prontuários de 17 pacientes que passaram pela FCecon
    Antônio Carvalho disse que a pesquisa para elaboração do artigo envolveu a análise de prontuários de 17 pacientes que passaram pela FCecon | Foto: Divulgação

    O médico residente Antônio Cosme de Carvalho Neto, da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), teve o artigo científico ‘Perfil epidemiológico e clínico de homens com câncer de mama no Amazonas’ publicado na edição do mês de fevereiro da revista internacional ‘Mastology’. A revista é uma publicação trimestral da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), com versão em inglês, que há 26 anos dedica espaço a artigos relacionados a doenças da mama.

    O artigo trata sobre os aspectos clínicos do câncer de mama em homens, características biológicas e histológicas – estudo dos tecidos celulares –, tratamentos clínico e cirúrgico realizados pela FCecon, unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

    O texto foi escrito sob a orientação da chefe do serviço de Mastologia da FCecon, Hilka Pereira Espírito Santo, e apresentado ao final do Programa de Residência Médica da unidade hospitalar, que é referência na região norte no tratamento de neoplasias.  

    Antônio Carvalho disse que a pesquisa para elaboração do artigo envolveu a análise de prontuários de 17 pacientes que passaram pela FCecon, entre 2001 e 2013. Ele acredita que o resultado do trabalho ajudará estudantes, médicos e pesquisadores no que concerne a conduta e ao tratamento de câncer de mama em homens. “Fiquei contente com a notícia do aceite e publicação. Trata-se de um artigo inédito no Amazonas”, afirmou.    

    Hilka Espírito Santo salientou que o estímulo à produção científica durante a residência médica fortalece os serviços hospitalares e o crescimento institucional, além de contribuir com a formação do médico. “É um momento oportuno para incentivar o médico a realizar pesquisa científica, em suas respectivas especialidades. O aceite demonstra que a FCecon está produzindo conhecimento sobre tratamento de câncer, que tem impacto na sociedade brasileira e mundial, e evidencia que o profissional local tem capacidade para publicar em revista científicas renomadas”, destacou.     

    A pesquisa 

    Conforme Antônio Carvalho, observou-se durante a pesquisa pacientes do sexo masculino com câncer de mama a partir dos 55 anos – cerca de 83,54%, enquanto na literatura especializada a idade média é de 60 a 70 anos.

    “Sobre o tipo histológico dos tumores analisados, identificamos predominantemente a presença do carcinoma ductal infiltrante – 76,46%. Observamos que os tumores em estágios IIIA e IIIB – evolução do tumor – era a grande maioria dos casos, ou seja, cerca de 58,82% do total. Podemos analisar de forma hipotética que a procura tardia do paciente pelo atendimento médico tem contribuído para que identifiquemos tumores nesses estágios”, pontuou.

    O diagnóstico do câncer de mama masculino ocorre mais tarde se comparado ao feminino, de acordo com o médico especialista. “Enquanto nos homens a idade média é de 60 anos, nas mulheres é 10 anos antes. Esse atraso no diagnóstico leva a detecção de casos avançados da doença por desconhecimento do problema pelo paciente e, muitas vezes, pelo médico. Por isso, a sobrevida em pacientes do sexo masculino em comparação ao feminino é considerada baixa”, pontuou.

    Segundo o médico, a pesquisa também indicou que os números de câncer de mama em homens no Amazonas são semelhantes aos nacionais. Ele explicou que por ser uma doença rara, apresenta baixa frequência e representa cerca de 0,2% de todos os cânceres, sendo responsável por 0,1 das mortes por câncer no sexo masculino.

    Tratamento

    É o mesmo preconizado para o câncer de mama em mulheres – cirurgia, radioterapia e quimioterapia, além de hormonioterapia.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Guaraná e pau-rosa são utilizados em produção de cosméticos

    Projeto de educação no Amazonas é apoiado por novaiorquinos

    Novas tecnologias monitoram as águas na Amazônia

    Comentários