Fonte: OpenWeather

    Onicocriptose


    Onicocriptose: saiba tudo sobre unha encravada e livre-se do problema

    ALERTA: O problema tem tratamento, mas caso não seja cuidado corretamente, ele pode causar deformidade e perda permanente da unha

    O problema ocorre quando a borda da unha cresce e entra na pele do dedo | Foto: Reprodução/Internet

    Manaus - A unha do pé encravada, também chamada de onicocriptose, pode parecer simples, mas se não tratada corretamente pode até causar “deformidade permanente com a perda da unha”. O Em Tempo trouxe dicas de prevenção e tratamento para esse problema com a doutora Mirrelle Nobre (CRM 8979).

    O problema ocorre quando a borda da unha cresce e entra na pele do dedo. Pode haver dor, vermelhidão e inchaço ao redor da unha. Há pessoas que convivem com o problema a vida toda, e não procuram o especialista.

    A principal causa do encravamento da unha é quando ela cresce para dentro da pele (a famosa carne da unha). Geralmente, isso ocorre porque a unha já tem um formato que predispõe a isso, ou por manipulação indevida, como cortes bastante profundos e “limpeza” profunda por debaixo da unha (na parte que cola a unha na pele).

    Podologia pode ajudar no tratamento
    Podologia pode ajudar no tratamento | Foto: Divulgação


    Para prevenir é preciso evitar o corte tão embaixo, manter o corte sempre rente à pele debaixo da unha, evitar “cutucar” demais a cutícula e a pele ao redor, evitar calçados apertados que levem a deformidade da unha. E se o problema for constitucional, a pessoa deve procurar um especialista para correção do problema, que algumas vezes é cirúrgico.

    Mas caso a pessoa venha a ser acometida pelo problema, a doutora Mirrelle que o tratamento pode pôr fim no sofrimento.

    “O tratamento vai desde o acompanhamento frequente com podólogo, até a cirurgia da unha. Precisa de uma avaliação especializada com dermatologista para propor a melhor conduta”, explicou.

    Ainda segundo a especialista, caso não seja cuidado corretamente, o problema que aparentemente pode ser simples, pode ficar pior.

    “Ele pode causar infecções por fungo, bactérias ou até deformidades permanentes, com a perda total da unha”, salienta.

    Não existe uma medicação específica, caso a inflamação esteja muito intensa. Os médicos costumam prescrever pomadas com anti-inflamatórios e antibióticos. Se há presença de fungos, é receitado antifúngicos, mas sempre é necessária a avaliação especializada.

    A doutora lembra ainda que apenas a pedicure não substitui a avaliação médica. Essa análise deve ser feita, de preferência, com um dermatologista.

    “Em alguns casos, nós precisamos até suspender a ida na pedicure, para que não piore o processo inflamatório. O podólogo (que é mais especializado que a pedicure) pode ajudar no tratamento, mas não substitui a consulta ao especialista”, finalizou.

    Veja algumas dicas para manter os pés perfeitos:

    Honda

    Edição: Bruna Souza

    Leia mais:

    Filme a 5 passos de você relata fibrose cística entenda a doença

    Mulheres devem incluir urologista em check ups anuais

    Você sabe como o uso excessivo do celular afeta a saúde

    Comentários