Fonte: OpenWeather

    Mundo animal


    Fêmea de sucuri atrai macho e o mata sem piedade; veja vídeo

    Alguns biólogos explicam que o canibalismo pode acontecer durante período do acasalamento

     

    Ela atraiu o macho e com toda a sua força, o matou
    Ela atraiu o macho e com toda a sua força, o matou | Foto: Reprodução

    As sucuris são animais gigantes e perigosos. Ela é considerada uma das maiores cobras, incluindo também a píton e a naja-rei. Sua alimentação é baseada em roedores e animais de médio porte. O que muitos não sabem é que cobras podem comer outras cobras. 

    Um vídeo em uma rede social de Luan Bortoloso Negrini, que capturou o momento, mostra uma sucuri em um ato improvável. A fêmea devora um macho da mesma espécie. O caso aconteceu na lagoa de Lucas do Rio Verde, norte de Mato Grosso, nesta quarta (3). 

    Ela atraiu o macho e com toda a sua força, o matou. Alguns biólogos explicam que o canibalismo pode acontecer durante período do acasalamento, quando machos são atraídos pelas fêmeas.

    "

    Tinha ouvido falar que, quando se acasalam, elas se envolvem dessa forma, mas a sucuri maior estava mordendo a cabeça da outra que era bem menor. Para não assustá-la, nós se afastamos do local "

    Luan Bortoloso, Testemunha

     

    Apesar de ser incomum, os pescadores preferiram sair do local para não atrapalhar o momento. 

    Veja vídeo:

    | Autor: Reprodução
     


    Brigas

    O que muitos não sabem também que cobras brigam e o ataque mútuo é fatal para ambas ou para a que levar a pior.

    Um turista que visitava o parque MacRitchie Reservoir, em Cingapura, na Malásia, compartilhou uma luta mortal pelas redes sociais, entre duas cobras.

    Sheldon Trollope flagrou o momento em que duas cobras mortais, a naja – rei, famosa pelo veneno e uma pínton – reticulada, uma das maiores do planeta, entram em conflito.

    Tudo aconteceu quando a naja – rei se preparou para atacar a píton, atrás da cabeça. Ao perceber o “fogo amigo”, o réptil se enrolu e foi mordida no dorso. Após o ataque, a naja fugiu para a floresta.

    De acordo com a mídia local, a píton morreu pela ação do veneno da outra cobra. Mesmo assim, a naja não retornou para devorar o corpo da “colega”. 

    Leia mais:

    Fotógrafos divulgam fotos na procura por sucuris gigantescas; veja

    Após chuvas intensas, sucuri é encontrada na cidade nova; veja vídeo

    Comentários