Fonte: OpenWeather

    Contexto


    Elevação da taxa de ocupação de leitos de UTI acende alerta no AM

    Na rede privada, a taxa de ocupação chegou a 45,69% enquanto na rede pública a taxa alcançou o patamar de 61,96%

    Escrito por Em Tempo* no dia 15 de junho de 2021 - 20:08

     

    A elevação da taxa de ocupação em leitos de UTI com pessoas acometidas de Covid-19 acendeu o sinal de alerta na FVS (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas).
    A elevação da taxa de ocupação em leitos de UTI com pessoas acometidas de Covid-19 acendeu o sinal de alerta na FVS (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas). | Foto: Reprodução

    Sinal de alerta

    A elevação da taxa de ocupação em leitos de UTI com pessoas acometidas de Covid-19 acendeu o sinal de alerta na FVS (Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas).

    Na rede privada, a taxa de ocupação chegou a 45,69% enquanto na rede pública a taxa alcançou o patamar de 61,96%, preocupando a FVS, que preveniu a SES-AM e a Semsa.

    Desafios da educação

    Louve-se os esforços do governador Wilson Lima e do prefeito David Almeida para recolocar nas salas de aula milhares de alunos que tiveram que ficar em casa durante longo período, principalmente por causa da pandemia. 

    Sem os recursos financeiros devidos para adquirirem os equipamentos eletrônicos necessários para o acompanhamento das aulas virtuais, eles foram obrigados a amargar o duro exílio dentro de casa, obedientes aos protocolos sanitários preservadores de preciosas vidas.

    Em todo o país, esse contingente de seres humanos é formado por 5,1 milhões de crianças e adolescentes apartados do ensino básico, de acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

    No âmbito do Amazonas, tais números deveriam sensibilizar entidades que possuem a responsabilidade de responder com gestos mais nobres às iniciativas do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus para devolver os alunos aos bancos escolares.

    É o caso do AspromSindical, um sindicato de esquerda que, mais preocupado em fazer oposição política do que verdadeiramente política educacional, vira as costas para demandas e desafios maiores, insistindo em um movimento grevista apenas porque não admite os professores nas salas de aula sem o complemento da segunda dose vacinal. 

    Sabe o Asprom que tanto Governo quanto Prefeitura levam a sério o processo de vacinação da população amazonense e cumprirão certamente o prazo e as regras pertinentes a aplicação da segunda dose dos imunizantes de acordo com o cronograma oficial. São dignos de credibilidade, e o Asprom não pode fomentar a evasão escolar.

    David Almeida defende ZFM e descarta terceira onda de Covid-19 em Manaus

    Em entrevista ontem a British Broadcasting Corporation (BBC) de Londres, o prefeito David Almeida elogiou o equilíbrio da economia amazonense, destacou a importância do modelo ZFM e garantiu que não haverá terceira onda do coronavírus na cidade de Manaus.

    Segundo o chefe executivo, a força da ZFM é comprovada pelo exemplo de comportamento sustentável de uma população de 4,5% milhões de pessoas ocupando apenas 3% de uma gigantesca área com 97% de sua floresta preservada.

    À BBC David também garantiu que, com o mutirão do último final de semana e com a campanha de vacinação avançando cada vez mais, Manaus não viverá uma terceira onda de Covid-19. “Nós nos preparamos para isso, nossos índices de contaminação estão controlados", declarou o prefeito.

    União contra despejo

    Em reunião na Assembleia Legislativa (Aleam), órgãos como Defensoria Pública do Estado (DPE/AM), Ordem do Advogados do Brasil (OAB/AM) e Instituto Municipal de Planejamento Urbano (IMPLURB) se uniram para evitar o despejo de 100 pessoas residentes no conjunto Parque das Castanheiras 2, Zona Leste de Manaus.

    Na reunião, sob a coordenação do deputado Álvaro Campelo (PP), foram mostrados documentos que comprovaram a iniciativa dos moradores de buscar negociação, desde 1991, com a empresa proprietária da área do loteamento, que hoje pertence a Brascon.

    Após 30 anos, com a intervenção da DPE, OAB e do Implurb, e com o apoio da Aleam, os moradores apostam em um acordo que facilite o pagamento da dívida deles em relação aos imóveis pertinentes à questão em que também está envolvida a Caixa Econômica Federal.

    5 de julho, o dia D

    O presidente da Associação de Moradores do Conjunto Castanheiras, Weiner Barbosa, e o deputado Álvaro Campelo se dizem otimistas quanto ao encontro de uma solução definitiva para o longo impasse entre os moradores do conjunto e a Brascon.

    Membro das Comissões de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa e da OAB-AM, Álvaro afirma que a participação da DPE, OAB e do Implurb ajudará a celebração de um acordo entre as partes na próxima rodada de conversa marcada para o dia 05 de julho.

    Culto antirregimental

    Um longo culto evangélico, realizado de forma presencial no plenário Ruy Araújo, atrasou em quase 30 minutos o início da sessão híbrida de ontem da Assembleia Legislativa.

    Após o culto, que atendeu a proposta do deputado João Luiz (Republicanos), presidente da Frente Parlamentar Cristã na Casa, os deputados estavam sonolentos, o que culminou com o encerramento precoce da sessão às 11 horas.

    O culto agrediu o Regimento Interno da Aleam ao prejudicar a abertura da sessão legislativa, que deveria ter sido iniciada às 9hs.

    PMM esclarece

    A Prefeitura de Manaus, por meio da Semsa, informa que a denúncia feita pelo casal que aparece em vídeos no momento da vacinação contra a Covid-19, chegou ao conhecimento da chefe da Divisão de Imunização da Secretaria, enfermeira Isabel Hernandes.

    Isabel estava na Arena da Amazônia, local onde os dois foram atendidos no último fim de semana, durante a ação de intensificação da campanha de imunização, promovida pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Manaus.

    Investigação solicitada

    De acordo com Isabel, os vídeos foram analisados por ela, na presença do casal, que também assistiu a uma demonstração técnica de aplicação da vacina, e a conclusão técnica preliminar foi de que as doses foram aplicadas. 

    No entanto, a Semsa vai solicitar que a SES-AM, de onde a vacinadora é servidora, acolha e apure a denúncia.

    Segurança do mutirão

    A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) destacou o papel dos seus agentes na segurança dos locais onde ocorreu a grande mobilização de vacinação em Manaus no último fim de semana.

    As forças atuaram na vacinação, no policiamento e no auxílio aos postos nos mais de 50 pontos espalhados pela cidade. Um exército superior a mais de 400 homens atuou na segurança dentro e fora dos postos de vacinação.

    Festival de Ópera

    O 23º Festival Amazonas de Ópera (FAO) será encerrado no próximo domingo (20) com a estreia da ópera “moto-contínuo”, de Piero Schlochauer. 

    Nesta última semana, o FAO ainda conta com uma programação intensa de concertos, recitais e masterclasses que serão apresentados por meio do canal no YouTube (festivalamazonasdeoperafao) e redes sociais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam).


    Bioeconomia no foco

    Sob a chancela do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), acontecerá, entre 12 e 15 de julho, de forma virtual, a “Business Connection Brazil (BCB): Amazônia”, focando negócios envolvendo a bioeconomia amazônica.

    O Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) participará do evento que conectará compradores de todo o mundo com micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) da Amazônia brasileira que forneçam produtos típicos regionais.

    Desembargadores 

    O Tribunal de Justiça do Amazonas informa que estão abertas as inscrições para os magistrados que quiserem disputar a vaga que era ocupada no TRE-AM pelo desembargador Sabino da Silva Marques.

    Passaporte da vacina

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou ontem a proposta que cria um passaporte da vacinação contra a Covid-19 e avisou que a vetará caso passe no Congresso.

    "Alguns falam que para você viajar tem que ter um cartão de vacinação. Ora, cada país faça as suas regras. Se para ir para tal país tem que ter tomado tal vacina e você não tomar, você não entra", disse Bolsonaro, avisando: “Se isso passar no Congresso, eu veto”.

    842 mil doses chegando

    O Brasil receberá, na próxima semana, mais vacinas contra a Covid-19 pelo consórcio Covax Facility. Serão entregues 842,4 mil doses da Pfizer/BioNTech, cumprindo a previsão de chegada dessa remessa ainda para este mês de junho. 

    Esse é o primeiro lote da farmacêutica que desembarcará no País oriundo da aliança liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e outros parceiros.

    Adeus a “Jokka”

    Em nota, o prefeito de Manaus, David Almeida, e o seu vice, Marcos Rotta, lamentaram o falecimento do empresário Joaquim Loureiro, o popular “Jokka”, ocorrido na madrugada de ontem.

    Há 30 anos, ele gerenciou a Peixaria do “Jokka”, um dos mais tradicionais pontos da gastronomia amazonense situado no bairro São Raimundo, com vista para o Rio Negro.

    O famoso “peixe frito do Jokka” atraía, diariamente, políticos, comunicadores, advogados e outros amantes das iguarias amazônicas vendidas na peixaria famosa.

    Leia mais:

    Não é hora de vacilar

    Deutscher Kegel Klub: o remo alemão no Amazonas


    Articulistas

    Comentários