Fonte: OpenWeather

    Contexto


    Programa 'Mais Manaus' investe em obras na capital

    Anunciada ontem, a medida envolverá recursos superiores a R$ 1 bilhão, a serem aplicados em obras destinadas a desafogar e melhorar o trânsito, dentre outras prioridades.

    Escrito por Em Tempo* no dia 17 de junho de 2021 - 18:50

     

    A enchente vai passando, a pandemia diminui e David não vê a hora de o verão ganhar força para tocar obras em todos os quadrantes da capital do Estado.
    A enchente vai passando, a pandemia diminui e David não vê a hora de o verão ganhar força para tocar obras em todos os quadrantes da capital do Estado. | Foto: Divulgação

    O “pacotaço” de obras de David

    Após a enchente histórica deste ano, o prefeito David Almeida se organiza para investimentos pesados em obras estruturantes na cidade de Manaus. O programa “Mais Manaus”, anunciado ontem, envolverá recursos superiores a R$ 1 bilhão a serem aplicados em obras destinadas a desafogar e melhorar o trânsito, dentre outras prioridades.

    A enchente vai passando, a pandemia diminui e David não vê a hora de o verão ganhar força para tocar obras em todos os quadrantes da capital do Estado. Assim como o trânsito, a saúde merecerá especial atenção do prefeito, que vai investir R$ 129 milhões na dinamização dos serviços básicos, tornando mais eficiente o atendimento à população.

    Não por acaso, três novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) serão construídas, além do que mais 68 sofrerão reformas para serem posteriormente devolvidas à população oferecendo serviços com qualidade de Primeiro Mundo.

    O “Mais Manaus” também destinará R$ 80 milhões à educação, com que David construirá três novas creches que abrirão 2.200 vagas. Igualmente, o prefeito investirá outros milhões  na construção de mil apartamentos, buscando corrigir um dos maiores gargalos de Manaus que é o déficit habitacional.

    O “Mais Manaus” também possibilitará fortes investimentos de David na recuperação de ruas em todas as zonas da cidade, bem como na melhoria da infraestrutura de feiras e mercados, da mobilidade urbana e da área da Ponta Negra, que ganhará um aporte da ordem de R$ 49 milhões em obras que transformarão para melhor um dos maiores complexos turísticos do Norte brasileiro.

    David lança programa de 1,2 bi para fazer obras estruturantes em Manaus

    De olho no verão e honrando compromisso de campanha, o prefeito David Almeida lançou ontem o programa "Mais Manaus", de R$ 1,2 bilhão, para realizar obras de grande porte durante 24 meses em toda a cidade de Manaus, gerando mais de 60 mil empregos.

     Além de melhorias no trânsito, o prefeito investirá R$ 129 milhões na saúde, sobretudo dinamizando a atenção básica que ele quer transformar em referência nacional. Os recursos serão usados para a construção de três novas UBSs e a reforma de outras 68.

    Juntamente com o vice Marcos Rotta, David anunciou também a construção de mil apartamentos em Manaus com recursos da ordem de R$ 110 milhões oriundos de emendas parlamentares do senador Omar Aziz (PSD).

    SOS enchente

    O Senado aprovou ontem, em votação simbólica, a Medida Provisória 1.030/2021 que abre crédito extraordinário de R$ 450 milhões para socorro a municípios atingidos por chuvas no início deste ano. 

    O dinheiro, destinado ao Ministério do Desenvolvimento Regional, deve ser usado em ações de defesa civil e assistência a desabrigados e vítimas de enchentes no país.

    Recursos empenhados

    Do total previsto, segundo a Consultoria de Orçamento da Câmara, já foram empenhados R$ 63,5 milhões (14,1%) e efetivamente pagos R$ 55,6 milhões (12,35%). Os recursos vêm do Tesouro Nacional, oriundos da receita da União com concessões e permissões.

    O texto foi aprovado pela Câmara dos Deputados na última terça-feira (15). A medida perderia validade no próximo dia 21 e foi incluída como item extrapauta na sessão deliberativa de ontem por sugestão do líder do MDB, senador Eduardo Braga (AM).

    “Vacina Amazonas”

    O Governo do Estado realizará no sábado (19) um grande mutirão de vacinação contra a Covid-19 em Manacapuru e Novo Airão.

    Duzentos profissionais de saúde participarão do evento que, segundo o governador Wilson Lima,  alcançará a população acima de 30 anos sem comorbidades.

     A campanha “Vacina Amazonas” acontecerá entre 8h e 17h. 

    Serviços por aplicativos

    Projeto de lei do deputado federal Zé Ricardo (PT), em tramitação no Congresso Nacional, estabelece segurança jurídica para as atividades de entrega de produtos ou serviços via de plataformas digitais.

    Em torno de 34 milhões de brasileiros poderão ser beneficiados pelo projeto segundo o qual os entregadores terão direito à taxa mínima de entrega, descontado o valor do combustível dispendido para cada operação, considerando a distância percorrida a partir da base de apoio ou do endereço de cadastro na plataforma, conforme acordo previamente celebrado.

    Taxa mínima

    O projeto de Zé Ricardo também garante aos trabalhadores informais o direito de recusar ofertas de entrega se o valor não observar a taxa mínima, sem qualquer penalidade ao trabalhador.

    O projeto garante, ainda,   seguro mínimo obrigatório em caso de acidente ou morte, bem como o recebimento, de forma gratuita, de todos os Equipamentos de Proteção Individual, e ainda pagamento em caso de ausência ou licença por razões de saúde, e disponibilização de baús fixos, em substituição às atuais “bags”, que são carregadas pelos entregadores.

    Mapa entrega  

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o BNDES vão entregar cinco grandes áreas florestais na Amazônia à iniciativa privada até o fim de março de 2023. 

    As terras da União totalizam cerca de 2,3 milhões de hectares e serão destinadas a projetos de manejo florestal buscando aliar produção florestal e proteção ambiental.

    Manejo empresarial

    Conforme o Mapa, mais de 600 mil hectares, que abrangem o território das cidades de Canutama, Humaitá e Tapauá, serão destinados ao manejo empresarial.

    As outras quatro florestas nacionais envolvem extensas áreas dos municípios de Lábrea Apuí, Maués e Nova Olinda do Norte.

    Cestas básicas 

    O Instituto Cultural de Desporto e Lazer do Estado do Amazonas (ICDLAM) encerra, nesta sexta-feira (18), o cadastramento de famílias dos bairros Alfredo Nascimento, Cidade de Deus e Aliança com Deus para receberem cestas básicas. 

    O Instituto direcionou suas ações em 2021 para a formação de parcerias com órgãos públicos e a iniciativa privada a fim de minimizar o maior problema entre os seus atendidos: a fome.

    As cestas contemplarão somente as famílias em comprovada situação de vulnerabilidade social.

    Cotão é só festa

    Na Câmara Municipal de Manaus, não há limite para os gastos dos vereadores com as verbas do chamado  Cotão (Cota para o Exercício de Atividade Parlamentar).

    O vereador Lissandro Breval é um dos principais gastadores, já tendo desembolsado R$ 30 mil com aluguel de veículos da empresa Dara Produções.

    Denúncias pelo 118

    A Prefeitura de Manaus reforçou o canal 118, o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), do IMMU, para a população encaminhar denúncias, sugestões ou reclamações referentes aos serviços nas modalidades de transportes convencionais  executivos, alternativos, táxis e mototáxis.

    TCE aperta prefeito

    O TCE-AM deu o prazo de 30 dias para o prefeito de de Tabatinga Saul Bemerguy explicar porquê não apresentou sua prestação de contas referente ao Consórcio Público de Saúde do Alto Solimões – ASAVIDA, no exercício de 2018 e 2019.

    Polarização aumenta

    Segundo analistas, a saída do apresentador Luciano Huck da corrida presidencial contribuirá para o acirramento da polarização entre Jair Bolsonaro e Lula.

    Eles avaliam que Huck era um nome eleitoralmente forte no cenário da disputa e a sua desistência levará um número substancial de pessoas ao centro da polarização.

    Leia mais:

    Elevação da taxa de ocupação de leitos de UTI acende alerta no AM

    Olimpíada Radical - Tóquio 2021

    Tem faltado oxigênio, prontidão e respeito com o Amazonas

    Articulistas

    Comentários