Fonte: OpenWeather

    Blog da Cristina Monte


    Saiba como usar seu networking sem ser bajulador

    Cuidado com suas escolhas e analise se vale a pena colocar sua reputação em risco

    Cristina Monte | Foto: Cristina Monte

    Todo mundo sabe a importância de ter bons contatos e manter relacionamentos. Isso é indiscutível! Nos anos recentes, principalmente por conta da crise econômica, essa rede tem sido cada vez mais fortalecida. Pessoas se unem em prol de seus negócios ou para conquista de emprego. Literalmente um ajuda o outro e vamos construindo nossa agenda. Assim, muitas vezes, em meio a tantas dificuldades, encontramos caminhos para prosseguir. 

    Entretanto, uma coisa é construir um bom networking sendo bajulador ou não. A diferença básica está em saber se você pretende desenvolver relacionamentos ao longo prazo ou se por uma chuvinha de estação.

    Mais legal e menos interesseiro

    Em primeiro lugar, a dica é construir um bom networking no alicerce da sinceridade e da honestidade. Se aproxime das pessoas e procure demonstrar quem você realmente é! Se você for uma pessoa do “bem” essa verdade – naturalmente – irá transparecer, fluir e o relacionamento estará prestes a ser plantado. 

    Agora, o perfil do bajulador a gente pode sintetizar no comportamento do indefectível Rolando Lero, da Escolinha do Professor Raimundo, que - para obter alguma vantagem - está sempre pronto a rasgar elogios para se dar bem a qualquer custo, revelando uma personalidade falsa e egoísta. 

    Eu sou quem eu sou

    Seja autêntico! Ser do bem não significa que você precisa ser como “maria-vai-com-as-outras”, ou seja, dá tiro pra todos os lados ou querer se dar bem com todo mundo! Isso não existe! Isso é fake! Ser educado, respeitoso e profissional com todos, mas, sobretudo, original com seus posicionamentos, valores, ética e etc. Quem se dá bem com todo mundo, não se dá bem com ninguém! 

    E outra coisa, nem sempre é positivo se aproximar de algumas pessoas ou corporações. No caso de empresas, por exemplo, as que não mantêm boa imagem ou reputação no mercado (por vários motivos), acabam se tornando más companhias, em todos os sentidos! Diga com quem tu andas e eu direi quem tu és! Cuidado com suas escolhas e analise se vale a pena colocar sua reputação em risco.

    Contribua, ofereça, dê 

    O mundo está egoísta demais! As pessoas querem receber, mas não se dispõem a doar! Sempre que iniciar um contato profissional, além da observação, procure demonstrar interesse em ajudar. Como posso contribuir? O que posso fazer pra ajudar? Quais os recursos que tenho para auxiliar?  Quais qualificações tenho?   Enfim, invista para depois receber. Claro que tudo tem limite e a gente precisa estabelecer um, mas uma “degustação” ou ajudinha não mata ninguém! 

    O universo entenderá a sua boa ação e irá lhe recompensar.  Não importa se você vai receber o retorno daquele contato ou não. Apenas faça! Talvez, aquela empresa não te contrate ou não faça negócio com você, mas pode te indicar para outra melhor!

    Passos para a construção

    Agora vamos para a parte prática. Vou compartilhar com você algumas ações que eu desenvolvi para manter e aumentar o meu networking. Apesar de dar atenção a todos, procuro me cercar de pessoas que são melhores que eu, em vários aspectos, pois são exemplos pra mim não só em relação ao campo profissional, mas - sobretudo - em relação ao caráter. Acredito que os dois vieses caminhem de mãos dadas!

    Ser verdadeiro e agir com honestidade são essenciais para uma parceria longa. Às vezes, nossas fragilidades podem transparecer e serem mal interpretadas ou usadas contra nós. Paciência! Quem tiver cabeça boa saberá quem você é! Cada pessoa vê o que o seu coração enxerga! Ninguém é obrigado a gostar nem de mim e nem de você. Paciência outra vez! Nem Jesus Cristo agradou a todos! Então...

    O remédio nesse caso é sempre manter uma postura profissional, sabendo separar o que é do campo do trabalho e o que é do campo pessoal. O propósito e o sucesso de um projeto precisam estar acima das diferenças. 

    Redes e negócios 

    Uma dica para ampliar sua rede de contatos é partir de mala e cuia para o LinkedIn, que é uma plataforma profissional.  Lá há muita gente da área de RH que está sempre em busca de bons profissionais, e se você for autônomo, empresário ou vendedor, por exemplo, terá a oportunidade de conhecer outros profissionais e fazer negócios. 

    Foque sempre no público que tenha aderência ao seu negócio ou na área de atuação. Compartilhe conteúdos afins e movimente sua rede o tempo todo tanto no mundo virtual quanto no real. Use a comunicação a seu favor! Seja claro e objetivo, simpático e humilde. 

    Procure se destacar no meio da multidão, um pouco de ousadia não faz mal a ninguém desde que usada com bom senso. E mais, deixe sempre uma boa impressão e saia de um projeto ou empresa deixando as portas abertas! Você será lembrado e chamado em outra ocasião! 

    Lembre-se que enquanto você está trabalhando seus contatos e sua rede de networking você está construindo sua marca pessoal, ou seja, você está dizendo ao mercado e à sociedade quem você é! A escolha é sua se você quer mostrar quem você é ou se quer ser lembrado como mais um simples bajulador! 

    Leia mais:


    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Mudar ou permanecer na mesma carreira profissional?

    Qual conceito de escritório você prefere?

    Comentários