Fonte: OpenWeather

    Opinião


    Empreenda-se: mulheres se despertaram para o protagonismo social

    As mulheres têm se destacado como protagonistas, não são mais invisíveis: além da carreira profissional, querem cumprir sua missão de vida na sociedade

    Ser líder está muito relacionado a ações do que um cargo que irá proporcionar | Foto: Divulgação

    As mulheres vêm ganhando cada vez mais espaço nos ambientes corporativos. Enquanto derrubamos muros e buscamos posições significativas na liderança mundial, vemos uma nova classe de líderes disruptivas, assumindo lugares de grande poder e influência, mudando ou criando novos significados e possibilidades para as mulheres.

    A liderança feminina é desafiadora, sobretudo quando se trata de desigualdade na remuneração, em cargo de gestão e na divisão de tarefas.

    Ainda há um longo caminho a ser trilhado quando o assunto é liderança feminina. As profissionais mais destemidas sabem que, para conquistar um cargo sênior dentro de uma empresa, é preciso enfrentar obstáculos, desconstruir rótulos e paradigmas ligados ao universo feminino.

    Ser líder está muito relacionado a ações do que um cargo que irá proporcionar algum tipo de status ou poder. É preciso trabalhar muito para ser capaz de motivar outras pessoas. Líder é quem inspira, convence, engaja e faz toda a equipe comprar a ideia. Essa é uma das razões pelas quais a mulher despertou para o protagonismo feminino: a liderança é uma habilidade única da mulher. Essa liderança é aquela que nos permite ter maior foco nas relações humanas.

    Elas despertaram, entenderam que como líderes chegam aonde mais querem: Ser bem avaliada por sua competência e potencial. Ser valorizada por suas qualidades e habilidades. Ser igualmente remunerada. Ser reconhecida por fazer a diferença e surpreender em suas ações. É por esse mundo pelo qual lutamos todos os dias.

    Em todos os campos de atuação e em todos os âmbitos sociais, as mulheres lutam contra preconceitos e discriminações de gênero. Tentam provar à sociedade que, assim como os homens, elas têm sim capacidade para ir além da reclusão à vida doméstica e que merecem ser reconhecidas.

    Para começar com estímulo, é importante destacar alguns pontos que merecem atenção para manter liderança feminina criativa e sempre ativa.

    Desperte seu talento: todas nós temos um, é esse é o diferencial, é a combinação do conhecimento explícito e tácito.

    Rô Bentes
    Rô Bentes | Foto: Chico Bruno Santos

    Conheça seus pontos fortes: procure enfatizá-los e agregue valor em sua história durante as conversas.

    Saiba delegar tarefas: Se você quer exercer uma boa liderança feminina, aprenda a delegar tarefas. Não tente ficar no controle de tudo o tempo todo. Prepare seu time para determinadas responsabilidades, ensine-os, estimule-os a fazer e a aprender para que se sintam valorizados.   

    Transformar as dificuldades em motivação: trabalhe sua inteligência emocional; ao se deparar com uma situação delicada no seu ambiente de trabalho, administre suas emoções para que elas atuem a seu favor, para transformar todas as suas dificuldades em motivação para que você consiga atingir seus objetivos. 

    Cuide-se, você é o que importa: cuide de sua energia física, mental, emocional e espiritual. Estar bem consigo mesma é essencial para ser capaz de gerar bons resultados. Sua atitude no trabalho depende diretamente do seu bem estar. 

    Você pode

    Confiança no seu poder, nunca deixe de confiar em si mesma. Acredite em si mesma para ser capaz de conduzir uma equipe e respeite as pessoas que estão ao seu lado para ser respeitada por meio da sua liderança.   

    Mantenha-se atualizada

    Um líder deve se manter sempre atualizado. Busque se capacitar em áreas técnicas de atuação e também desenvolva sua habilidade de soft skills, para ter um diferencial. 

    Cuide de sua autoimagem

    Faça a ponte entre “quem você é com o que você faz” e surpreenda sempre!

    Seja proativa

    Tenha uma atitude proativa e autêntica; procure, não espere ser procurada, mantendo os relacionamentos que cria; networking é extremamente importante.

    Mulheres líderes tendem a ter interesse de conviver em ambiente diverso, porque sabemos que a diferença é rica, ela gera criatividade e alimenta visões diversas sobre assuntos. 

    As mulheres têm se destacado como protagonistas, não são mais invisíveis: além da carreira profissional, querem cumprir sua missão de vida na sociedade! Quando comecei a experimentar a força da liderança feminina, passei a acreditar que ela será a referência de liderança do futuro. 

    *Rô Bentes é idealizadora e diretora-presidente da North Business School escola de negócios com foco em empreendedorismo e inovação  e embaixadora da Rede Mulher Empreendedora no Amazonas.

    Comentários