Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Os riscos dos antibióticos

    O uso indiscriminado desses remédios na população fez com que algumas bactérias desenvolvessem resistência contra seu próprio organismo de defesa

    Escrito por Euler Ribeiro no dia 28 de janeiro de 2021 - 09:00

     

    | Foto: Divulgação

    Como tudo no mundo da biologia, há bactérias amigas e inimigas. As primeiras são ofertadas pela própria natureza que vivem e agem no trato digestivo, precisamente no estômago e intestino produzindo o ácido láctico e protegendo os seres humanos das doenças e das bactérias inimigas. As bactérias boas protegem do processo natural do envelhecimento, da poluição ambiental, do álcool, dos antibióticos, das deficiências nutricionais, dos remédios tomados desordenadamente, dos narcóticos, da nicotina, do estresse mental ou existencial e da ausência da atividade física necessária.

     Desde os primeiros anos de vida o ser humano é habitado por bactérias e elas são fundamentais para o equilíbrio do nosso organismo. Dentro de você estima-se que bilhões de bactérias inofensivas vivem harmoniosamente e somente 1% podem causar danos a sua saúde, elas são chamadas de patógenos que irá desencadear algumas doenças ao produzir toxinas, temos como exemplo a Helicobacter pylori (H. pylori) que não tratada corretamente pode causar câncer no estômago.

    Até o século passado, muitas pessoas morriam por infecções bacterianas e a descoberta dos antibióticos revolucionou a medicina moderna aumentando a expectativa de vida com o uso dos antibióticos, porém com o passar dos anos percebemos que os antibióticos agem matando as bactérias boas e as ruins, além disso o uso indiscriminado desses remédios na população fez com que algumas bactérias desenvolvessem resistência contra seu próprio organismo de defesa.

    O trato digestivo é primordial para o equilíbrio da nossa microbiota e uma dieta pobre em nutrientes aceleram os malefícios dos antibióticos. Por este motivo na maioria das vezes que se toma antibiótico se apresenta aumento dos gases intestinais com flatulência e diarreia pois foram destruídas as bactérias amigas. Daí porque os médicos quando passam antibióticos sempre complementam com probióticos restauradores da flora bacteriana do tubo digestivo.

    Os antibióticos são essenciais para tratar bactérias, porém é necessário seguir rigorosamente a prescrição médica, não tome esta medicação por conta própria, respeite os horários estabelecidos em seu tratamento e nunca utilize medicamentos vencidos. Cuidem-se!

    Comentários