Fonte: OpenWeather

    Artigo


    Não é hora de vacilar

    Afinal, como tenho reiterado, só existe um remédio para pandemia e para a economia: vacina no braço, comida no prato e máscara no rosto

    Escrito por Marcelo Ramos no dia 13 de junho de 2021 - 19:52

     

    | Foto: Divulgação

    Chegou o meu dia! Quem me conhece um pouco sabe que odeio filas mas, neste fim-de-semana, enfrentei uma que esperei ansiosamente para estar para ser vacinado contra a Covid-19. Afinal, como tenho reiterado, só existe um remédio para pandemia e para a economia: vacina no braço, comida no prato e máscara no rosto. 

    Liberar-se do uso da máscara nada tem a ver com estar vacinado ou não ou. Afinal, ninguém carrega uma placa no peito apontando se está completamente imunizado ou não. O relaxamento das medidas de prevenção, fundamentais para a sua proteção e do outro, deve ocorrer apenas quando tivermos um percentual maior de imunizados e um baixo índice de contágios. Hoje, esta taxa é em média de 1,02, o que significa que 100 infectados seguem transmitindo o vírus para mais 102 pessoas, uma alta circulação do vírus.  

    A Fundação Oswaldo Cruz estima que, sem a vacinação de pelo menos 70% da população, o Brasil não poderá controlar a pandemia. No entanto, nosso plano de imunização só aplicou duas doses de vacina em menos de 22% dos brasileiros. Divulgado recentemente pela instituição, o alerta aponta para o recrudescimento da doença no país, o que já é verificado em algumas capitais brasileiras. 

    Em que pese estar ocorrendo uma relativa estabilização na média móvel dos números de casos e de mortes, temos indicadores em patamares ainda elevados, com dezenas de capitais registrando um aumento na ocupação dos leitos de UTI nos hospitais acima de 80%. 

    Não podemos vacilar justo agora, em que há expectativas de mais vacinas chegarem ao país.  Ainda não podemos tirar as máscaras nem relaxar no distanciamento social, mas essa hora vai chegar. É o mínimo que podemos fazer em respeito à memória dos mais de 484 mil mortos na pandemia e das equipes de saúde que, exaustas, seguem se desdobrando há mais de um ano para nos salvar.

    Leia mais:

    Pacto Nacional Tributário busca simplificar sistema de impostos

    Parlamentares do AM se posicionam contra reforma eleitoral

    Fala de Bolsonaro sobre ZFM gera reação entre parlamentares do AM

    Articulistas

    Comentários