Fonte: OpenWeather

    Investigação


    Mulher sofre aborto e sogra enterra bebê no quintal de casa em Manaus

    O bebê, de 7 meses, teria sido enterrado pela avó, após a mãe da criança sofrer aborto durante a madrugada. A polícia está investigando o caso com base em duas hipóteses; confira

    Avó enterrou o bebê
    Avó enterrou o bebê | Foto: Em Tempo

    Manaus - Enterrado em uma cova rasa, um bebê prematuro de, aproximadamente, sete meses, foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) no inicio da tarde desta segunda-feira (19), na rua dos Curiós, loteamento Fazendinha, Zona Norte de Manaus. 

    O feto teria sido ocultado pela avó, após a mãe da criança sofrer o aborto durante a madrugada. Nenhuma das envolvidas teve o nome divulgado.

    A polícia investiga o caso com base em duas hipóteses. A primeira é que o aborto foi ocasionado devido a agressão física que a gestante sofreu do companheiro, que também não foi identificado. A outra versão é que a mulher teria tomado remédio e provocado o próprio aborto.

    Feto foi removido para o IML
    Feto foi removido para o IML | Foto: Em Tempo

    Foi a própria avó da criança que, após se arrepender de ter enterrado o neto, chamou a equipe da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

    O pai do bebê não foi encontrado pelos policiais no local. Segundo informações repassadas à equipe da 13ª Cicom, o homem teria ido para o trabalho.

    Ele e a mãe devem ser ouvidos pela equipe de investigação do anexo da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), no bairro Cidade de Deus. 

    A gestante teria recebido atendimento médico e deve realizar exames de corpo de delito. O feto passará por exame de necropsia no IML.

    Leia mais 

    Feto com cerca 6 meses é achado em banheiro de delegacia em Manaus

    Bebê teve cabeça arrancada durante parto em hospital

    Brasil registra 6 abortos por dia em meninas estupradas



    Comentários