Fonte: OpenWeather

    Prisões


    PF mira organização criminosa responsável por tráfico de drogas no AM

    Operação Aquila visa esclarecer fatos relacionados a organização criminosa especializada no tráfico de drogas entre a cidade de Tabatinga e Manaus

    | Foto: Divulgação

    Manaus - A Polícia Federal do Amazonas deflagrou, na manhã desta sexta-feira (30), a Operação Aquila, que inaugura a fase ostensiva de Inquérito Policial, por meio do qual são investigados fatos relacionados a possíveis práticas de crimes, como pertencimento a organização criminosa e tráfico de drogas.

    A Justiça Federal da Seção Judiciária do Amazonas deferiu representação da Polícia Federal e expediu 10 mandados de busca e apreensão e 5 de prisão temporária, os quais são cumpridos nessa etapa da investigação criminal.

    Em maio deste ano, duas pessoas foram presas em flagrante no aeródromo de Flores, na Zona Centro- Sul da capital amazonense, após pousarem com avião de pequeno porte vindo de Tabatinga transportando cerca de 130kgs de entorpecentes.

    Dando continuidade nas investigações, foi instaurado um segundo Inquérito Policial pela Polícia Federal para apurar outros envolvidos no esquema criminoso.

    Foi constatada a participação de pessoas nas cidades de Tabatinga e Manaus, no Amazonas, e de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, locais onde são cumpridos os mandados.

    Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de pertencimento a organização criminosa e tráfico de drogas, cujas penas, somadas, podem ultrapassar os 20 anos de prisão.

    O nome da operação é uma referência à empresa fictícia utilizada pelos envolvidos para a contratação do fretamento da aeronave apreendida com entorpecentes.

    Leia mais:

    PF investiga lavagem de dinheiro em empresas e instituição financeira

    SSP-AM fecha laboratório de drogas e prende homem na Compensa

    Homem é assassinado na Compensa após ser chamado no portão de casa

    Comentários