Fonte: OpenWeather

    Segurança


    Polícia irá fiscalizar decreto de toque de recolher no Amazonas

    Operação policial vai cumprir toque de recolher em todo o Amazonas, conforme decreto do governador do Estado. Pessoas não podem circular a partir de 19 horas, com exceção de justificativa mantida em serviço essencial

     

    Para reforçar as ações, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, determinou o retorno imediato de todos os servidores que estão de férias e a suspensão das férias programadas.
    Para reforçar as ações, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, determinou o retorno imediato de todos os servidores que estão de férias e a suspensão das férias programadas. | Foto: Divulgação

     Manaus (AM) - Em atendimento ao toque de recolher, determinado pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, as forças de segurança pública do Estado estarão nas ruas pelos próximos dez dias para fazer cumprir a medida. De acordo com a assessoria, a operação ocorrerá em todos os municípios do Estado. 

    Para reforçar as ações, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, determinou o retorno imediato de todos os servidores que estão de férias e a suspensão das férias programadas. 

    Nesta quinta-feira (14/01), o governador Wilson Lima anunciou uma série de medidas para proteger a vida da população. 

    “Estamos decretando o fechamento de todas as atividades e circulação de pessoas entre 19h e 6h, exceto atividades e transporte de produtos essenciais à vida”, afirmou. 

    Leia também: Wilson Lima decreta toque de recolher das 19h às 6h no Amazonas

    Permissões 

    O decreto institui a restrição da circulação em espaços e vias públicas, “ressalvados os casos de extrema necessidade” que envolvam o transporte de produtos essenciais à vida como alimentos, medicamentos e insumos médicos, delivery de produtos farmacológicos, pessoas que vão prestar assistência a doentes, idosos, crianças e pessoas com deficiência. 

    Também estarão autorizados deslocamento pra unidades de saúde para atendimento emergencial, de profissionais de imprensa, de agentes públicos da saúde ou de interesse público, deslocamento para cumprir intimação judicial ou administrativa, ou ainda deslocamentos por motivos de força maior, que deverão ser devidamente justificados durante a abordagem policial. 

    Flagrante

    No período do toque de recolher, quem for flagrado nas ruas em descumprimento ao decreto será detido e conduzido à central de flagrantes. 

    A fiscalização será feita pela Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária Estadual, juntamente com as Guardas Municipais e as Vigilâncias Sanitárias Municipais.

    Leia mais:

    Estamos em operação de guerra, diz governador do Amazonas

     MP vai acompanhar contrato do Governo do AM com Hospital Nilton Lins

    Governador do AM prevê colapso na saúde nos próximos dias

    Comentários