Fonte: OpenWeather

    Violência


    Após ser confundido com PM, motorista de guincho é morto em Manaus

    Segundo as autoridades, a vítima estava vestida com uma calça da PM. O motorista foi abordado por criminosos que assaltavam uma sucataria, na Zona Sul de Manaus

     

    O homem foi morto com quatro tiros na cabeça
    O homem foi morto com quatro tiros na cabeça | Foto: Ayrton Senna Gazel

    MANAUS - O motorista de guincho Emanuel Macário Alves Aparício, de 41 anos, se preparava para terminar o último serviço antes de almoçar com a filha de 13 anos, mas ele acabou não chegando para a refeição. Por volta de 12h desta terça-feira (6), o motorista foi a uma sucataria da região central de Manaus, Zona Sul, para vender a carcaça de um carro, quando foi morto a tiros por criminosos que assaltavam o estabelecimento. Segundo as autoridades, a vítima estava com uma calça da Polícia Militar e uma das suspeitas é de que Emanuel tenha sido confundido com um PM.

    Ainda muito  abalado por tudo o que havia acabado de presenciar, o ajudante da vítima, um jovem de 20 anos que preferiu não se identificar, contou que a terça-feira parecia apenas mais um dia comum de trabalho. "Nós viemos até esta sucataria, para vender a carcaça de um carro. Quando eu entrei pelo portão para falar com os funcionários aqui do local, fui recebido com socos. Eram criminosos armados. Eles pediram para ninguém sair da área interna da sucataria, enquanto isso, o Emanuel estava sozinho aqui fora", relatou o jovem com a voz embargada.

     

    A vítima chegou ao local em seu caminhão guincho
    A vítima chegou ao local em seu caminhão guincho | Foto: Ayrton Senna Gazel

    Olhando fixamente para o local do crime, como se estivesse relembrando o que havia testemunhado, o jovem continuou o desabafo. "Quando eles saíram, pensei 'meu Deus, podem matar ele'. Eu só escutei os quatro tiros. Corri para cá e já vi o Emanuel caído próximo ao portão, atingido pelos disparos", finalizou o jovem.

    Segundo o delegado Daniel Vezzani, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a vítima já havia prestado serviços terceirizados para órgãos como o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e para a própria PM. Uma das suspeitas é de que o motorista tenha sido morto, após ser confundido com um policial, pelos quatro criminosos que participaram do crime.

     

    O motorista andava com uma gandola da PM em seu carro
    O motorista andava com uma gandola da PM em seu carro | Foto: Ayrton Senna Gazel

    "No momento do crime, a vítima estava com uma calça da farda da PM. Além disso, havia uma gandola da corporação no banco do caminhão guincho de Emanuel. Então é possível que os criminosos tenham o executado por esse motivo. Além disso, os bandidos levaram o celular e dinheiro da vítima", explicou o delegado Vezzani.

    "Era um pai de família trabalhador, dói saber que ele nunca mais vai voltar"

    Desesperados, os familiares de Emanuel aguardavam pela remoção do corpo da vítima, entre lágrimas e revolta. "Ele era um pai de família, muito trabalhador, dói saber que ele nunca mais vai voltar, que a minha filha nunca mais vai ter pai. Perdi o meu companheiro de uma vida inteira. Depois que saísse daqui, ele ia almoçar com nossa filha, mas aconteceu isso", desabafou aos prantos, a esposa da vítima, dona Maricélia Guedes.

     

    A esposa do motorista é amparada por familiares
    A esposa do motorista é amparada por familiares | Foto: Ayrton Senna Gazel

    O desabafo da esposa do motorista foi interrompido por soluços de choro e gritos de indignação. "Ele lutou tanto para ter esse caminhão guincho e conseguiu há pouco mais de um ano, aí acontece uma coisa dessas", disse a companheira da vítima. 

    Investigação

    A autoria do crime ainda é desconhecida pelas autoridades. O corpo do motorista foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso. 

    Leia mais

    Suspeito de assalto é espancado e baleado pela população no Canaranas

    Mulher cria emboscada para motorista de app, mas acaba presa em Manaus

    Suspeito de assalto é espancado e baleado pela população no Canaranas


    Comentários