Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Polícia prende homem flagrado vendendo bolinhos com maconha em Manaus

    Leandro utilizava as redes sociais para comercializar os brownie’s alucinógenos

     

    O doce ilegal, conhecido como “Space Gold”, era vendido entre R$30 a R$50
    O doce ilegal, conhecido como “Space Gold”, era vendido entre R$30 a R$50 | Foto: Ayrton Senna Gazel

    Manaus - Um homem identificado como Leandro Queiroz Mendonça, de 28 anos, foi preso por fabricar e vender bolinhos (brownie’s) com maconha. O rapaz foi detido no momento em que saia para realizar uma entrega, na tarde de sexta-feira (10), no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus.

    De acordo com as investigações que apuraram o caso, Leandro utilizava as redes sociais para comercializar os brownie’s alucinógenos. O doce ilegal, conhecido como “Space Gold”, era vendido entre R$30 a R$50.

    "

    O suspeito produzia a massa do brownie, e durante o processo de mistura dos ingredientes, acrescentava maconha do tipo skunk "

    Paulo Mavignier, delegado da PC,

     

    "Ele fabricava esses os bolinhos ao longo da semana, e nos sábados e domingos, realizava a entrega dos produtos, inclusive em festas clandestinas”, explicou o delegado Paulo Mavignier, responsável por investigar o caso.

    Ainda segundo a polícia, no momento em que foi preso, os agentes encontraram mais de 100 brownie’s embalados na casa de Leandro, prontos para serem comercializados. 

      O rapaz foi autuado em flagrante por tráfico de drogas  

    Após os procedimentos na unidade policial, ele será conduzido à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça.

     

    no momento em que foi preso, os agentes encontraram mais de 100 brownie’s embalados na casa de Leandro
    no momento em que foi preso, os agentes encontraram mais de 100 brownie’s embalados na casa de Leandro | Foto: Ayrton Senna Gazel

    Leia Mais:

    Jovem é preso por estuprar adolescente em viagem de barco no AM

    Motoboy que agrediu porteiro em condomínio é indiciado por homicídio

    Homem é executado com tiro na cabeça no Distrito Industrial II

    Comentários