Fonte: OpenWeather

    Operação


    Operação segue em busca de PMs envolvidos com tráfico de drogas no AM

    Seis agentes já foram presos e um outro PM se entregou, nesta terça-feira (20); confira

     

    Equipe do DRCO conseguiu identificar os demais membros do grupo criminoso
    Equipe do DRCO conseguiu identificar os demais membros do grupo criminoso | Foto: Divulgação

    MANAUS - A operação que mira uma quadrilha, formada principalmente por policiais militares do Amazonas, cumpriu mandados de busca e apreensão em propriedades ligadas a integrantes do grupo, nesta terça-feira (20). Segundo as autoridades,  os suspeitos teriam envolvimento com tráfico de drogas, sequestros, extorsões e roubos.

    Seis agentes já foram presos e um outro PM se entregou, nesta terça-feira (20). Além deles, mais três ex-PMs seguem foragidos. Dos suspeitos presos, até o momento, dois são capitães da Polícia Militar, sendo um deles o comandante da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), área de atuação da PM no bairro Compensa, na zona Oeste. Já o outro ocupava um cargo em uma secretária de Iranduba, a 26 quilômetros de Manaus.

    Esquema

    Conforme as investigações que apuram o caso, o grupo extorquia e sequestrava pessoas com passagem pela polícia, especialmente por tráfico de drogas, e as ameaçavam forjar flagrantes para prendê-las novamente, caso as vítimas não repassem dinheiro.

    Além disso, a quadrilha roubava drogas apreendidas, e pedia altos valores para devolvê-las aos traficantes.

    Início do caso

    De acordo com o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), a quadrilha roubou, no início de Abril, mais de uma tonelada de pasta base de cocaína, e pediu dinheiro a um traficante para devolver a mercadoria ilícita. Contudo, o esquema acabou sendo descoberto e no dia 12 de abril, dois policiais civis foram presos.

    Em poucos dias, a equipe do DRCO conseguiu identificar os demais membros do grupo criminoso, que tiveram o mandado de prisão expedido pela Justiça, na segunda (19). 

    Prisão

    Os PMs detidos seguem presos no batalhão de choque da Polícia Militar.

    Leia mais

    Cães especializados ajudam na apreensão de narcóticos no Amazonas

    Veja conversa entre sanfoneiro e enteada que foi estuprada em Manaus

    Menina é espancada por mãe e madrasta e fica em estado grave; veja




    Comentários