Fonte: OpenWeather

    Vacinação


    Deputada pede prioridade para lactantes na vacinação contra a Covid-19

    Na justificativa, a parlamentar apresentou estudos da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar no Brasil (IBFAN Brasil) sobre crianças que recebem leite humano de mães imunizadas.

     

    Mayara celebrou, além disso, a vacinação de grávidas e puérperas sem comorbidades após decisão judicial, emitida na última semana. A parlamentar defendia, desde março, a inclusão dessas mulheres no grupo prioritário devido à alta taxa de mortalidade, que é três vezes maior que a população geral.
    Mayara celebrou, além disso, a vacinação de grávidas e puérperas sem comorbidades após decisão judicial, emitida na última semana. A parlamentar defendia, desde março, a inclusão dessas mulheres no grupo prioritário devido à alta taxa de mortalidade, que é três vezes maior que a população geral. | Foto: Divulgação

    Amazonas - Nesta semana,  a deputada estadual, Dra. Mayara Pinheiro (Progressistas), enviou o Requerimento nº 2312/2021 ao Governo do Estado solicitando a inclusão prioritária de mulheres lactantes na vacinação contra a Covid-19.

    Na justificativa, a parlamentar apresentou estudos da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar no Brasil (IBFAN Brasil) sobre crianças que recebem leite humano de mães imunizadas. De acordo com os documentos, os bebês já podem contar com algum grau de proteção transmitido pelas vacinas aplicadas em mães que amamentam.

    Além disso, uma pesquisa publicada na revista científica The Journal of the American Medical Association (JAMA) aponta que mulheres de Israel, vacinadas com a Pfizer/BioNTech, apresentaram altos níveis de anticorpos IgA e IgG contra a novo coronavírus no leite materno.

      “Não há qualquer respaldo científico que contraria a determinação do Ministério da Saúde que inclui […] lactantes sem comorbidades, como grupo prioritário”, argumentou a deputada.  

    Mayara celebrou, além disso, a vacinação de grávidas e puérperas sem comorbidades após decisão judicial, emitida na última semana. A parlamentar defendia, desde março, a inclusão dessas mulheres no grupo prioritário devido à alta taxa de mortalidade, que é três vezes maior que a população geral.

    “Fico muito feliz em poder ver as grávidas do nosso Amazonas sendo vacinadas e podendo ter essa vacinação dupla, não só da gestante, mas das crianças porque já foi comprovado que anticorpos são passados pela placenta. E ao invés de salvar uma vida, se salvem duas. Isso traz esperança para as mulheres do nosso Amazonas”, declarou.

    Com informações da assessoria*

    Leia mais:

    Deputados do AM cobram a tramitação da PEC do fim do foro privilegiado

    Deputado destina emendas às unidades da Defensoria Pública do Amazonas

    Deputada apresenta ações de combate à violência contra a mulher

    Comentários