Fonte: OpenWeather

    Violência


    Industriário morre dois dias após ser baleado em tiroteio no Mutirão

    Vítima morreu no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo

     

    Imagens de câmeras de segurança capturaram parte da ação dos criminosos
    Imagens de câmeras de segurança capturaram parte da ação dos criminosos | Foto: Divulgação

    MANAUS - Dois dias após um ataque criminoso na rua Indiaporã, no conjunto Mutirão, na Zona Norte de Manaus, um dos baleados no tiroteio não resistiu aos ferimentos na noite de terça-feira (15) e morreu no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste. 

    A vítima fatal foi identificada como o industriário Gilmar da Silva Ribeiro, de 39 anos. O crime aconteceu na tarde do último domingo (13), quando um suspeito identificado Rafael Trovão Belém e mais dois comparsas surpreenderam Gilmar e mais duas pessoas e efetuaram tiros.

    Imagens de câmeras de segurança capturaram parte da ação e mostraram os suspeitos correndo enquanto vários tiros foram efetuados na localidade. Comerciantes da área fecharam as portas desesperados. 

      Conforme a delegada Magna Pires, titular do 27° Distrito Integrado de Polícia (DIP), os policiais militares estavam em patrulhamento por aquela área da cidade, momento em que receberam denúncias sobre uma troca de tiros no endereço mencionado.  

    "Durante diligências, os policiais encontraram Rafael em um carro da marca Chevrolet, modelo Ônix, de cor branco, apontado como veículo de apoio para os criminosos. No carro foram encontradas quatro munições deflagradas, um estojo deflagrado de calibre 12 e um aparelho celular", relatou a delegada. 

    O corpo de Gilmar foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML), onde deve passar por exame necroscópico, antes de ser liberado aos familiares. 

    A motivação do crime ainda é investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A hipótese de acerto de contas pelo tráfico de drogas também é investigada devido a alta periculosidade da área.

    Leia mais 

    Morre homem que foi baleado ao tentar defender primo na Compensa

    Autônomo é morto a tiros após discussão no Planalto, em Manaus

    Rejeitada em triângulo amoroso, mulher encomendou morte de rival no AM


    Comentários