Fonte: OpenWeather

    Crime


    Mulher mata a própria companheira com 96 facadas

    Mulher ainda dopou a sogra e o sobrinho da vítima

    A polícia agora segue em diligências para encontrar Marilene | Foto: Reprodução

    Uma mulher é suspeita de matar a própria companheira com 96 facadas na madrugada deste sábado, após não aceitar o fim do relacionamento. O delegado de plantão Ademir Fernandes conta que antes de cometer o crime, a suspeita dopou a mãe e um sobrinho da vítima, que precisaram de atendimento médico. O caso ocorreu na Zona Sul de João Pessoa, capital da Paraíba. 

    Segundo o delegado, a polícia acredita que a vítima também tenha sido dopada antes do crime. De acordo com Fernandes, a suspeita Marilene da Silva Ramos, 45, não teria aceitado a possibilidade do término do relacionamento com a vítima, Gilimara Santos da Costa, 36.

    "Era um casal que estava para se separar. Nós encontramos calmantes no local que, provavelmente, foram misturados em copos de suco. A mãe, de 55 anos, e o sobrinho, de 7, foram dopados e passaram mal", disse o delegado", revelou.

    De acordo com o delegado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por vizinhos.

    A mãe da vítima, Eliene Santos da Silva e o sobrinho, que terá a identidade preservada, foram encaminhados para o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. 

    A polícia agora segue em diligências para encontrar Marilene, que já tem um mandado de prisão em aberto por homicídio contra um homem. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de João Pessoa.

    Veja o momento em que a suspeita foge:

    | Autor: Reprodução
     

    *Com informações do UOL

    Leia Mais

    Homem é executado com oito tiros e outro fica ferido em Manaus

    Comentários